Espiritualidade e Sociedade



Luiz Carlos Formiga

>    O Diálogo mais difícil

Artigos, teses e publicações

Luiz Carlos Formiga
>    O Diálogo mais difícil

 

 

“Boi, Boi da Cara Preta
pega essa criança que tem medo de careta"


Por sua origem poderíamos julgar que o Espiritismo fosse aceito, com facilidade, pelos docentes e discentes universitários. Não é bem assim. Defrontamo-nos com espíritos caprichosos que não estão à nossa disposição para ouvir argumentações. Logo percebemos que estamos num “campo minado”.

Trabalhando com intelectualizados, dialogando com as sombras, através da prática mediúnica, o pesquisador concluiu que os intelectuais nem sempre são materialistas. Miranda aponta perfil diverso, fazendo-nos lembrar dos espíritos encarnados que transitam na cidade universitária.

A escala cromática é ampla e variada. Encontramo-los de todos os feitios, variedades e tendências. Há os descrentes, indiferentes, materialistas, espiritualistas, religiosos ou não. Foram escritores, sacerdotes, artistas, poetas, médicos, advogados, nobres, ricos, pobres. Quase sempre se deixaram dominar por invencível vaidade, fracassando na provação da inteligência.

No binômio cérebro/coração, no qual o homem deve buscar equilíbrio, deixaram disparar na frente um dos componentes, em sacrifício do outro. Brilhantes, demoram-se na doce e venenosa contemplação narcisista da própria inteligência, fascinados pelos seus mecanismos, sua engenhosidade e os belos pensamentos que produzem.

Na realidade brasileira vamos encontrar a corrida de obstáculos para os atletas da produção científica, artística ou intelectual. Pressionados pelo binômio indissociável que é ensino-pesquisa, que não deveria ser uma questão de lei, mas de visão de mundo, transitam com dificuldade na estrada mais longa que vai do cérebro ao coração.

O pesquisador registra, depois do diálogo com essas mentes desencarnadas, que eles:

Julgam-se geniais — e muitas vezes o são mesmo. São bons argumentadores e, quando movidos para objetivos bem definidos, tornam-se verdadeiramente difíceis de serem despertados, pois se acham solidamente convencidos do poder e da força das suas próprias fantasias, suas doutrinas, seus sofismas e suas auto-justificações. (1)

Em 1999, Revista Internacional de Espiritismo, recorda-se a frase do codificador da Doutrina Espírita, nessa hora emblemática: “O primeiro indício da falta de bom-senso está em crer alguém infalível o seu juízo.”

O artigo cita o trabalho, do professor universitário, que faz estudo grafoscópico apontando para a veracidade das mensagens psicografadas pelo médium Francisco Cândido Xavier e faz advertência aos médiuns, para não caírem na mesma cilada que caíram os espíritos classificados “intelectuais”, por Miranda. (2)

Na Revista Internacional de Espiritismo - As Ciências Biomédicas, os Doutores, o Espiritismo e os Cegos de Nascença - vemos outra frase, no Livro dos Médiuns: “o melhor método de ensino é o que fala à razão antes que aos olhos “. Se esta técnica não funcionar teremos que aplicar o plano “B”, como o fez Miranda, diante do espírito endurecido. Neste artigo, da RIE, informa-se que ao redor do Núcleo Espírita Universitário a população é heterogênea e vamos encontrar diversos comportamentos, já mencionados pelo codificador e também encontrados entre os contemporâneos de Jesus. (3)

Miranda continua e enfatiza o plano “B” (grifos nossos).

Os vemos, às vezes, na condição de ex-sacerdotes também, como exímios criadores de sofismas. Estudaram profundamente os Evangelhos e a teologia ortodoxa. Leram os seus filósofos, escreveram tratados, pregaram sermões belíssimos, do ponto de vista literário, e tanto consolidaram suas construções, que acabaram acreditando nelas. São estes que constituem o diálogo mais difícil para o doutrinador. Não se exaltam, nem dão murros.

Parecem, mesmo, suaves e tranqüilos. Têm respostas prontas e engenhosas para tudo, fazem perguntas bem formuladas, procurando confundir, para desarvorar o interlocutor.

Ao cabo de algum tempo de observação atenta, descobrimos que o intelectualismo é como qualquer outra forma de fuga; é também um esconderijo, para o Espírito que reluta em enfrentar uma realidade dolorosa.

Se conseguirmos restabelecer o vínculo, que sempre deverá existir, entre cabeça e coração, estaremos a caminho de ajudá-lo.

Entre espíritas que são universitários o diálogo pode ser difícil. No NEU também pode existir as “fogueiras de vaidades”, alguns podem, eventualmente, se achar verdadeiros “missionários” e tudo fazer para “permanecer no cargo”, mitigando “encargos”. Deixam transparente a existência do “poder neurótico”. (4)

Refletindo sobre isso, acreditamos que os voluntários na cooperação solidária, antes e durante o processo, deveriam deixar o anjo da guarda de plantão perguntar: "Você acha que vai conseguir executar as tarefas? Acha que vai amar o que fizer, mesmo que pareça pouco importante? A equipe vai se sentir feliz em trabalhar com você?"

 

(1) Diálogo com as Sombras
http://www.aeradoespirito.net/LivrosIND/LivrosIND.html

(2) http://www.espirito.org.br/portal/artigos/neurj/mediuns-perigo.html
http://www.aeradoespirito.net/ArtigosLCF/MEDIUM-CUIDADO_PERIGO_LCF.html

(3) http://www.espirito.org.br/portal/artigos/neurj/as-ciencias-biometicas.html
http://www.aeradoespirito.net/ArtigosLCF/AS_CI_BI_D_ESP_CEG_NAS_LCF.html

(4) http://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2011/03/apego-ao-cargo-o-poder-neurotico.html

 

Fonte: http://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2012/02/o-dialogo-mais-dificil.html

 

 

 

 

LUIZ CARLOS D. FORMIGA é professor universitário da UFRJ e UERJ, aposentado

 

 

 


topo

 

 

Leia também outros artigos do Professor Luiz Formiga:


->  Absurda Hipótese
->  Abuso de Poder Religioso. Perdoando Supremos Sinistros
->  Allan Kardec. A chave que abre as portas do completo progresso
->  Alteridade - Termômetro
->  Amas o bastante
->  Anencéfalos, argumentos de ministros e "O Livro dos Espíritos"
->  Anomalias fetais: abortar?
->  Apego ao cargo - O poder neurótico
->  Argamassa de Construção. Núcleos Espíritas
->  Arte e Ciência. Viver e Renascer
->  Borboletas na janela - texto conta a história de Helen Keller e discute preconceitos comuns
->  Casamentos, ricos e pobres de Espírito
->  Céu – Propriedade Particular
->  Chico revela: “A Cidade Estranha”
->  Chorão e Retroalimentação
->  Ciência, Resiliência, Arte e Consciência
->  As Ciências Biomédicas, os Doutores, o Espiritismo e os Cegos de Nascença
->  A Ciência do espírito
->  Ciência com Amor
->  Cirurgias, Materializações e Micróbios, Diferentes
->  O Cirurgião e a Doença da Negação
->  Coisas e Passes
->  Contraceptivo - Titânio para prevenir aborto criminoso
->  COVID 19. O Senhor é meu Pastor
->  Criações artísticas. No inicio da Regeneração
->  Crises e Argumentos
->  Cristo Interno. A Legenda de Agora
->  Cuidado com o meio ambiente
->  Dano e dor sem nome
->  Dependência química - 1,3 bilhão de pessoas são dependentes do tabaco
->  Deus me livre!
->  O Diálogo mais difícil
->  Diante da Adversidade... A Melhor Defesa
->  Diante do Efeito Inteligente, Diferentes Comportamentos
->  Dignidade para a mulher - É necessário restabelecer a igualdade entre cidadãos
->  Discutindo a Sexualidade
->  A Dívida e a Dúvida
->  Drogas. O exemplo Arrasta
->  Drogas e Espiritualidade - instituições religiosas e dependência química
->  Drogas. “Quase Viúva”  
->  E os jovens espíritas?
->  Ecologia da alma
->  Ecos do Natal
->  Educação na idade dourada
->  Eleição? Antes de Votar pergunte ao Candidato Sobre o Aborto  
->  A Elevada missão da Ciência Espírita
->  Encadernação Vermelha, Bioquímica, Finados e Aborto
->  Enfrentando o Isolamento
->  Ensino, Pesquisa e Ética na Microbiologia Médica
->  Escala de Valores, Cura e Prevenção
->  Esclarecendo dúvidas
->  Espinho na carne
->  Espíritas e Voluntariado
->  Espiritismo, Suicídio e Arte
->  Estudo das Células-tronco - Abordagem científica, jurídica e espírita
->  Ética, Sociedade e Terceiro Milênio
->  Evangelização Espírita e a "Febre das Almas Gêmeas"
->  EXU
->  Fatalidade
->  O Homem, a Mulher e as Linhas Paralelas
->  Ideologia de Gênero, Reencarnação e a Metade certa
->  Idosos: direitos, segurança psicológica e espiritual
->  Incentivar a pesquisa: Universidades brasileiras negligenciam a pesquisa
->  Investimento Divino
->  Laços Afetivos
->  A Lápide
->  Mainha tinha razão
->  Máscara de Sanidade. Transtorno da Personalidade Antissocial
->  Médicos, Médiuns “de Bem” e o Aborto
->  Médium: “Cuidado Perigo!”
->  A Mulher do "Próximo" - dos delitos e das penas
->  “Não Vai Ter Copo!”
->  No Mundo Invisível dos Micróbios e dos “Mortos”
->  Onde a mãe errou?
->  O que espero de meus médicos: Idéias para uma "Declaração de Direitos do Paciente Terminal
->  A Palavra que liberta
->  Percepção e Subjetividade
->  O Poder das Palavras, no Princípio era o Verbo
->  A política do aborto: O que se quer é “desumanizar” o embrião
->  Polliticum corruptiae
->  Por que as crianças se suicidam? Parte I e II
->  Por que considero inteligente, o Cândido, Francisco Xavier?
->  Preconceito, Exclusão, Espíritas, Umbandistas e Ciganos
->  Quarentena, Universidade e Núcleo Espírita
->  Que Pena!
->  Queria ter um filho assim!
->  Razões da Dor - Os Espíritas e o STF diante dos Fetos Anencéfalos
->  Recebendo a visita de um morto, a cujo funeral compareceu
->  Seria eu, por acaso, um Espírito
->  Sexo - Artigo de Compra e Venda
->  Somatização das Doenças
->  O Sonho de Nieta e o Pesadelo de Teresa
->  Suicídio e aborto de anencéfalos
->  Suicídio e Loucura
->  Suicídio não é opção
->  Talento extraordinário
->  Teatro. Humor e Reflexão
->  Teatro nas Férias
->  Tendências Reveladoras
->  Tons de Cinza
->  Tu me Amas?
->  Umbanda e Candomblé: Torres Gêmeas Afro-brasileiras
->  Um "centro de referência" na UERJ: prevenindo demandas judiciais - Responsabilidade civil x erros de diagnóstico bacteriológico
->  Universidade e Suicídio - Discutindo Arquitetura e Prevenção
->  Vacinação desafio de urgência
->  Velórios, Enterros e Umbral
->  A Verdade, a Liberdade e o Despertador
->  Vida, Esperança e Fé, para Não Espíritas
->  A Visão Espírita dos sonhos
->  O Zigoto no banco dos réus: Visão espírita das pesquisas que usam células-tronco

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, André Luiz B.
->  Direito à Saúde: a Constituição brasileira assegura o direito à saúde
->  Universidade da Alma. Cidade Universitária do Espírito

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Lívia B.
->  Há sempre um amanhã

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Sonia B.
->  Jesus, Tomé e Nós

 


topo