Espiritualidade e Sociedade





André Luís Mattedi Dias; Tais Oliveira da Silva


>    Saúde mental, religião e espiritualidade na trajetória acadêmica de três psiquiatras brasileiros (1968-1999)

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Angélica da Costa Maia
>    Saúde mental, religião e espiritualidade na trajetória acadêmica de três psiquiatras brasileiros (1968-1999)

 

Este trabalho é um resultado parcial do Estágio Sênior realizado no Centre for the History of Emotions at Queen Mary University of London, entre setembro de 2014 e agosto de 2015, com bolsa da CAPES.

 

 

Resumo

Para discutir a (re)emergência contemporânea da temática religião e espiritualidade em âmbitos científicos profissionais da saúde mental (psiquiatria, psicologia), examinamos certos aspectos das trajetórias pessoais e acadêmicas de três psiquiatras brasileiros do período entre 1968 e 1999, a saber, formação profissional e científica, trajetória acadêmica, interesses e atividades religiosas anteriores ao ingresso na carreira acadêmica, publicações e orientações de dissertações e teses. Embora Joel Giglio e Francisco Lotufo Neto tivessem claramente interesses e atividades religiosas no início das suas vidas como estudantes universitários, um no âmbito católico, outro no presbiteriano, ambos dedicaram-se às relações entre saúde mental e religião de modos muito diferentes. Paulo Dalgalarrondo desenvolveu um interesse pela relação entre saúde mental e religião a partir de sua dissertação de mestrado. Estas semelhanças e diferenças foram utilizadas para apontar uma possível discussão da ressalva feita por Peter Berger na sua proposta de revisão da teoria da secularização na década de 1990, com base na tese da complexidade das relações entre ciência e religião, defendida por John H. Brooke, na mesma época.

 

* texto disponível em pdf - clique aqui para acessar

 

 

André Luís Mattedi Dias: Tem interesse acadêmico na historiografia das relações entre as ciências e as religiões, particularmente, pesquisa a história recente da retomada do interesse científico e profissional pelas relações entre saúde mental, religião e espiritualidade, em paralelo com as discussões em torno da revisão da teoria da secularização a partir da década de 1990. É professor da Universidade Federal da Bahia, onde atua no Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências (mestrado e doutorado), no Programa de Estudos Interdisciplinares sobre a Universidade (mestrado), e no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (bacharelados interdisciplinares). Concluiu recentemente um estágio no Queen Mary Centre for the History of the Emotions at the University of London (Bolsa Estágio Sênior CAPES 2014-2015).


Tais Oliveira da Silva: Defendeu a dissertação “As relações entre saúde, religião e espiritualidade e suas implicações para o ensino em cursos de saúde: percepções dos docentes do Bacharelado Interdisciplinar em Saúde da Universidade Federal da Bahia” no Mestrado em Estudos Interdisciplinares sobre a Universidade do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências da Universidade Federal da Bahia, sob orientação do professor André Luís Mattedi Dias. Psicóloga do Serviço de Atenção Domiciliar da Secretaria de Saúde do Município de Salvador, Bahia. Especialista em Saúde da Família pela Fundação Bahiana para o Desenvolvimento das Ciências (2009). Psicoterapeuta em Biossíntese.

 

 

 

Fonte: Revista Maracanan
Edição: n.13, Dezembro 2015, p. 34-49
ISSN-e: 2359-0092
DOI: http://dx.doi.org/10.12957/revmar.2015.20122

Este trabalho é um resultado parcial do Estágio Sênior realizado no Centre for the History of Emotions at Queen Mary University of London, entre setembro de 2014 e agosto de 2015, com bolsa da CAPES.

 

 



* * *

 


 



topo

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z  - Allan Kardec   - Special Page - Translated Titles

* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual :