José Reis Chaves

>   Em grego e português, palingenesia é sinônima de reencarnação

Artigos, teses e publicações

José Reis Chaves
>  Em grego e português, palingenesia é sinônima de reencarnação

 

 

Muita gente fala que não crê na reencarnação, porque ela não está na Bíblia. Muitos fiéis encabrestados mentalmente pelos seus líderes religiosos são doutrinados assim, falando isso para os quatro ventos. E dizem-no de modo eufórico como se fosse uma hipótese inquestionável. Porém, independentemente de a reencarnação estar na Bíblia ou não, ela é uma grande verdade com o respaldo de vários segmentos científicos. Mas até que ela está sim na Bíblia como veremos.

Para os leitores desta coluna e dos seus comentários no portal de O TEMPO (www.otempo.com.br) não caírem na conversa de líderes religiosos contrários à reencarnação, vejam vocês mesmos a origem da palavra bíblica grega “palingenesia”, que, para a ciência, principalmente linguística, é sinônima de reencarnação. Ela vem de dois vocábulos gregos: “palin” (de novo) e “gênesis” (geração), o que quer dizer “regresso à vida depois da morte”, ou seja, “de novo em geração”. É o espírito “em nova geração”, isto é, a mesma identidade espiritual em nova reencarnação. E “palingenesia” até passou para outras línguas, como o português, com a sua mesma forma original bíblica ou com pequenas modificações, como no francês: “palingénésique”.

Respeitamos o dogma que proclamou que a ressurreição é do espírito com sua carne. Vejamos dois tipos de ressurreições: uma é do espírito no mundo espiritual, quando a pessoa morre: “Pai, em tuas mãos entrego meu Espírito” (Lucas 23: 46); e “Ao morrer o homem, seu corpo volta ao pó que o deu, e seu espírito volta a Deus que o deu” (Eclesiastes 12:7). E o maior teólogo católico atual, André Torres Queiruga (“Repensar a Ressurreição”), defende essa tese. E a outra ressurreição (outras), no mundo físico, acontece toda vez que o espírito reencarna. Não é, pois, a ressurreição “da carne”, mas “na carne”!

A palavra “palingenesia” aparece, duas vezes, nos originais gregos bíblicos do Novo Testamento: “... quando na ‘palingenesia’ (reencarnação)...” (Mateus 19: 28); e eis a outra: “Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus..., ele nos salvou mediante o banho, o lavar regenerador da ‘palingenesia’ (reencarnação) e ou renovador de (o) Espírito Santo,” de um espírito santo no original grego (Tito 3: 5). Em algumas traduções, o artigo definido “o” até vem entre parênteses, exatamente por ele não existir no texto bíblico em grego, o que, então, exige o artigo indefinido “um” nas traduções. O banho renovador ou purificador é, pois, de “um” espírito santo do indivíduo (e não o Espírito Santo trinitário), banho esse que acontece exatamente durante o período da “palingenesia” ou das reencarnações, as quais são justamente para a purificação, perfeição e evolução do espírito.

E a prova de que “palingenesia” significa mesmo reencarnação é que os tradutores, numa das maiores falsificações da Bíblia, alteraram a sua significação de “reencarnação” ou “renascimento” para a de “regeneração”. Vai haver regeneração, sim, mas depois de muitas reencarnações ou gerações do espírito, para o devido aperfeiçoamento ou o banho renovador do espírito durante o período da “palingenesia”.

Em muitos textos bíblicos, os tradutores e teólogos fizeram adaptações para esconder a ideia da reencarnação e para a aprovação de novas doutrinas. Mas essa falsificação de “palingnesia” por regeneração para esconder o significado de reencarnação de “palingenesia” é demais!






topo

 

 

Leiam outros textos de José Reis Chaves:



>   As 400 mil alterações da Bíblia e suas abusivas interpretações
>   O Aborto é condenado pelas religiões, mas com diferentes opiniões
>   Ampliemos Nossos Santos Patrimônios, Amando Nossos Demônios
>   Analisando-se as ressurreições, constata-se que elas são também aparições
>   A Bíblia não é a palavra de Deus, mas a palavra sobre Deus
>   O Criacionismo e o Evolucionismo são duas verdades possíveis

>   Criam-se conflitos e até traumas com as mudanças de paradigmas
>  O cristianismo está dividido entre os dogmas e o evangelho
>   Demos as mãos à verdade, acatando na Bíblia a Mediunidade
>   Deus Criador Incriado e Superior, e Deus Criador Criado e Superior
>   Deus e o livre-arbítrio
>   A Diversidade religiosa  
>   A doutrina evangélica das obras e a paulina de sacrifícios e da graça
>   Em grego e português, palingenesia é sinônima de reencarnação
>   Em Teologia não sejamos um moleque, saibamos, pois, o que é Filioque
>   É o Espírito Santo dogmático que causa polêmica, não o bíblico
>   Espiriticamente, como se explicaria a tragédia de Santa Maria?
>   O Espiritismo nada tem a ver com Bruxaria e menos ainda com feitiçaria
>   A Fé sem obras é a contrária à razão, a Raciocinada leva-nos à ação
>   Fiéis ao Espiritismo Científico, mas não ao seu lado evangélico
>   A fraca e estéril Fé da Educação e a forte e fértil Fé da Instrução
>   A graça divina é nula enquanto nós não nos dispusermos a recebê-la
>   A grande mentira: ninguém veio do além para nos contar como é lá
>   Há o nascer “de novo” do espírito sim, mas há também o da carne
>   Homens inspirados por espíritos tidos como Deus escreveram a Bíblia
>   Honremos a Bíblia Mosaica, mas sigamos a Cristã em nada judaica
>   A Mulher não é Ovípara
>   Nós nos movemos no tempo, mas é ele que se move em Deus
>   Para os Cristãos, ele é um Encanto, mas o que é mesmo o Espírito Santo?
>   Para uns a reencarnação é maldita, mas na verdade ela é bendita
>   As penas bíblicas são eternas e jamais poderiam ser sempiternas
>   Qual cristianismo é o verdadeiro, o dogmático ou o evangélico?
>   Qual é o certo, o Deus ou o espírito santo na terceira pessoa?
>   A reencarnação segundo a Bíblia e a ciência
>   Ressurreição e reencarnação, duas palavras que são uma
>   Satanás e diabos não são bem espíritos, e os demônios somos todos nós
>   Só de Deus é a Infinita Providência, e não é menor a sua previdência
>   Teologia nunca foi matemática, os Teólogos criaram essa problemática
>   Um Paradigma de Fé Ortodoxo, eis o que faz da Igreja um paradoxo
>   A universalidade da reencarnação
>   Vivam as crenças inclusivistas e Abaixo as Exclusivistas

 


topo



Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z 
  - Allan Kardec
   -   Special Page - Translated Titles
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual :