Espiritualidade e Sociedade - Bibliografia


Vídeos


Dra. Irvenia Prada

>  
 Os Animais, Nossos Companheiros
Compartilhar

Dra. Irvenia Prada
>  
 Os Animais, Nossos Companheiros



Resíduos de uma cultura ultrapassada situaram os animais como verdadeiras máquinas, que não pensam e não sentem. A Doutrina Espírita vem trazer revelação diferente, apresentando a evolução anímica do ser humano, também através dos animais. Resgatando o notável livro Gênese da Alma, de Cairbar Schutel, a expositora emocionou-se e emocionou o público, com uma linda abordagem sobre a alma dos animais.

 

1a. parte


Para assistir no Youtube: - https://youtu.be/8ia8jkAZZ3A

 

 

2a. parte


Para assistir no Youtube: - https://youtu.be/lpSnZszFBgw


Palestra da Dra. Irvênia Prada (parte final) em um dos eventos comemorativos do centetário (1905 - 2005) do jornal espírita O Clarim.  
O DVD com a palestra completa pode ser adquirido através do site www.oclarim.com.br, ou em outros sites de venda. Os direitos autorais são destinados a obras de assistência social.

 

Dra. Irvênia Prada
http://irveniaprada.net/joomla/index.php

Nascida em Itobi-SP, em 14.Fev.1939. Médica veterinária, formada pela Universidade de São Paulo, em 1962. Fez carreira profissional na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP como docente em Anatomia Animal, com foco em Neuroanatomia.

Aposentada desde 1995, mas continua ligada à universidade como docente e orientadora no Curso de Pós-Graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres da FMVZ - USP. Encontra-se inserida, há aproximadamente 15 anos, no contexto do "Bem-Estar Animal", ou seja, ligada a várias entidades que trabalham com a proposta de proteção e defesa dos animais, atuando como palestrante, consultora, parecerista e articulista.

Atua ainda na divulgação da Doutrina Espírita, há mais de 25 anos, como docente em cursos, palestrante e escritora. Autora dos livros "A Alma dos Animais" (Editora Mantiqueira) e "A Questão Espiritual dos Animais" (Editora FE - Folha Espírita).

 

Dra. IRVÊNIA PRADA - OS ANIMAIS, NOSSO COMPANHEIROS

"Se os animais só inspiram ternura, o que houve, então, com os homens"? Guimarães Rosa

Quantos relatos de companheirismo, fidelidade e amizade já ouvimos, todos nós, de pessoas que conviveram com os seus assim chamados animais de companhia, ou de "estimação", como se diz no interior.

E dentre essas pessoas, nem Chico Xavier escapa. Não ouvi dele, diretamente mas, fiquei sabendo. Na Folha Espírita em revista, 1977, edição comemorativa dos 50 anos de mediunidade de Chico, a dra. Marlene Nobre insere, no artigo "Pequena História de uma Grande Vida", pitorescos casos da vivência do médium com os animais, lembrando quantas vezes preás vinham comer em suas mãos ou nos seus pés, onde ele deixasse os miolinhos de pão. (...)

Conforme ainda lembra Maurício, no livro - Memórias do Padre Germano, de Amália Domingo Soler, ed. FEB, acha-se registrada a lealdade de outro cão, o Sultão, que durante anos acompanhou o Padre Germano em todas as suas atividades fazendo-se, inclusive, grande amigo das crianças de sua aldeia. É admirável o modo como o padre Germano se refere ao cão:

- "Ah! Sultão! Sultão! que maravilhosa inteligência possuías. Quanta dedicação te merecia a minha pessoa! Perdi-te, e perdi em ti o meu melhor amigo! Outrora, quando me recolhia ao meu tugúrio; quando, prosternado ante o oratório, rezava com lagrimas; quando lamentava as perseguições que sofria, era ele quem me escutava imóvel, sem nunca se aborrecer da minha companhia. Seu olhar buscava sempre o meu e, quando às portas da morte, vi-o reclinar a cabeça em meus joelhos, buscar o calor do meu corpo, foi quando no seu olhar se extinguiu a chama misteriosa que arde em todos os seres da Criação. Agora, sei que estou só ... "

Em 1932 Chico Xavier psicografou mensagem do Padre Germano, publicada no Reformador e que se acha inserida no livro de Clóvis Tavares Trinta Anos com Chico Xavier. Interessante a menção de que tanto para a mediunidade de Chico Xavier quanto para a de Divaldo Pereira Franco, o Padre Germano se apresentava sempre acompanhado de seu fiel amigo Sultão.

 

Índice:

- clique aqui para voltar para a página índice de vídeos -