Espiritualidade e Sociedade - Bibliografia


Vídeos

 


Angélica A. Silva de Almeida

Inácio Ferreira: a institucionalização da integração entre Psiquiatria e Espiritismo

5.º ENLIHPE - Trabalhos apresentados

Compartilhar

Angélica A. Silva de Almeida
>     Inácio Ferreira: a institucionalização da integração entre Psiquiatria e Espiritismo

RESUMO

Os fenômenos paranormais ou psíquicos impactaram as sociedades em diferentes tempos. No Brasil, especialmente através do Espiritismo, os fenômenos paranormais têm se integrado à medicina ocidental com a fundação de diversos hospitais psiquiátricos espíritas no país. A atual proposta de pesquisa visa empreender uma análise histórica do Sanatório Espírita de Uberaba, uma das mais importantes e antigas instituições psiquiátricas espíritas do Brasil, desde sua fundação em 1933 até o falecimento de seu primeiro diretor em 1988, Inácio Ferreira. Também investigamos a trajetória do médico Inácio Ferreira, que provavelmente pode ser considerado o primeiro “psiquiatra espírita” de projeção do país e, possivelmente, do exterior. Ferreira realizou pesquisas e publicou livros com descrições do perfil de pacientes atendidos, dos tratamentos empregados e dos resultados obtidos. Seu trabalho no Sanatório alcançou a imprensa, leigos e pesquisadores do Brasil e de vários países. Desta forma, contribuiu de modo significativo para a institucionalização das práticas e representações propostas pelo espiritismo para o diagnóstico e tratamento dos transtornos mentais (influência dos espíritos e reencarnação). Além de ser o principal disseminador desses princípios tanto no Brasil como no exterior.

 

 

 

1- Introdução

Os fenômenos paranormais ou psíquicos têm influenciado as sociedades de diversas formas ao longo da história. Freqüentemente eles foram institucionalizados em tradições religiosas e/ou de cura. Mais raramente, esta institucionalização ocorreu através de organizações acadêmicas. No Brasil, especialmente através do Espiritismo, os fenômenos paranormais têm se integrado à medicina ocidental por quase um século. (Almeida, 2007; Moreira-Almeida e Lotufo Neto, 2005). A integração entre a medicina convencional e os fenômenos paranormais foi institucionalizada pela fundação de diversos hospitais psiquiátricos espíritas no país (Puttini, 2004). No Brasil, a união entre medicina e espiritismo foi muito mais intensa do que em qualquer outro lugar (Aubreé & Laplantine, 1990; Hess, 1991).

A maioria dos hospitais psiquiátricos espíritas não produziu publicações de ampla circulação que procurassem apresentar de modo sistemático esta conjunção de tratamentos (médico e espiritual). Uma notória exceção foi Inácio Ferreira, do Sanatório Espírita de Uberaba. Ao longo dos 55 anos em que dirigiu o Sanatório, uma das mais importantes e antigas instituições psiquiátricas espíritas do Brasil, Ferreira realizou pesquisas e publicou livros com descrições do perfil de pacientes atendidos, dos tratamentos empregados e dos resultados obtidos. A atual proposta de pesquisa visa empreender uma análise histórica do Sanatório Espírita de Uberaba desde a sua fundação em 1933 até a morte de Ferreira em 1988. Também investigamos a trajetória do médico Inácio Ferreira, que pode ser considerado o primeiro “psiquiatra espírita” de grande projeção no Brasil e, provavelmente, do mundo.


2 - Método

Este estudo trabalha com a história cultural e seus conceitos de práticas e representações. No caso em estudo, procura-se identificar o quanto a visão espírita para os transtornos mentais gerou, efetivamente, práticas diferenciadas para o diagnóstico e tratamento da loucura no Sanatório Espírita de Uberaba. Por último, a fundação dos hospitais psiquiátricos espíritas, dentre eles a do Sanatório Espírita de Uberaba será estudado como uma das “formas institucionalizadas e objectivadas graças às quais uns «representantes» (instâncias colectivas ou pessoas singulares) marcam de forma visível e perpetuada a existência do grupo, da classe ou da comunidade” (Chartier, 1988:23). Esta investigação histórica toma como base principal fontes primárias: livros, artigos, cartas, manuscritos, documentos, prontuários dos pacientes e outros materiais de primeira mão produzidos pelos nossos objetos de estudo. Além disto, entrevistamos pessoas que trabalharam e/ou conviveram diretamente com Inácio Ferreira e seu trabalho no Sanatório.

 

Índice:

- clique aqui para voltar para a página índice de vídeos -