Espiritualidade e Sociedade - Bibliografia


Vídeos

 


Alexandre Ramos de Azevedo

->   Anália Franco e a “obra” espírita: o nascimento dos primeiros asilos ou abrigos espíritas para a infância no Brasil  

9º Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo - 2013

Compartilhar

Alexandre Ramos de Azevedo
>   Anália Franco e a “obra” espírita: o nascimento dos primeiros asilos ou abrigos espíritas para a infância no Brasil  

 

9º Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo


Tema Central
-> Espiritismo e Ciência
24 e 25 de agosto de 2013 - São Paulo - SP

 

Vídeo -  Alexandre Ramos de Azevedo
-> Anália Franco e a “obra” espírita: o nascimento dos primeiros asilos ou abrigos espíritas para a infância no Brasil  

Resumo

Realizamos nossa pesquisa sobre asilos ou abrigos espíritas para a infância no Brasil procurando saber quando, como e por que surgiram as primeiras “obras” ou instituições espíritas com este modelo de atendimento.

Desde o início da investigação encontramos a figura de Anália Franco, apresentada através de vários textos de caráter biográfico produzidos por espíritas e não espíritas.

Sabíamos também que várias das mais antigas instituições deste tipo a homenagearam com o próprio nome, tal como o Asylo de Orphãos Anália Franco, localizado na cidade do Rio de Janeiro. Partimos então para a pesquisa no Reformador, órgão de divulgação da Federação Espírita Brasileira (FEB), em circulação desde 1883.

Ali consideramos ter encontrado a afirmação do “mito” Anália Franco, publicamente reconhecida como espírita, mas realizando sua obra principal através de uma instituição que se afirmava laica: a Associação Feminina Beneficente e Instrutiva do Estado de São Paulo (AFBIESP).

Paralelamente, também encontramos o esforço de Anália Franco e de seu esposo, Francisco Antônio Bastos, em participarem da “obra” espírita defendida vigorosamente por Leopoldo Cirne, presidente da FEB entre 1900 e 1913, período em que também esteve à frente do Reformador.

O Instituto Espírita Natalício de Jesus foi criado na cidade de São Paulo, mas logo deixou de existir sem ter alcançado o seu propósito inicial: o de ser uma escola para filhos de espíritas. Em 1919 surge, finalmente, a primeira instituição espírita do tipo que buscávamos: o Abrigo Thereza de Jesus, na cidade do Rio de Janeiro. Mas em 1922, após a morte de Anália, Francisco Antônio Bastos consegue realizar o velho sonho do casal e funda, na mesma cidade, o Asylo de Orfãos Anália Franco.

 

- cliquem aqui e vejam o álbum de fotos do evento -



Vídeo -  Alexandre Ramos de Azevedo
-> Anália Franco e a “obra” espírita: o nascimento dos primeiros asilos ou abrigos espíritas para a infância no Brasil  

-> para assistir no Youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=s_STkTmLyMU


- clique aqui para voltar para a página principal sobre o 9º ENLIHPE 2013 -

 

OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O CONGRESSO

LOCAL
Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo “Eduardo Carvalho Monteiro”
Alameda dos Guaiases, 16 – São Paulo/SP – Tel. 11 5022-7211

"Liga de Pesquisadores Espíritas"

- contato -> contato@lihpe.net
- página da Liga de Pesquisadores Espíritas ->
http://www.lihpe.net

Acesse também - www.ccdpe.org.br.