Espirituialidades e Sociedade


Notícias:

>  
  Desencarna maior divulgador de livros de Chico em espanhol: Alipio González



Compartilhar
 

 

 

 

26/11/2018

 

 

Desencarna maior divulgador de livros de Chico em espanhol: Alipio González

 

 

Desencarnou em Caracas (Venezuela) no dia 23 de novembro, Alipio González já octagenário, após uma enfermidade que se prolongava.

Originário de Canárias, na Espanha, sempre viveu na Venezuela. Há mais de 40 anos fundou a editora "Mensaje Fraternal" e utilizou recursos próprios seus durante todos esses anos para promoção da tradução e edição em espanhol de cerca de 30 livros psicografados por Chico Xavier, contando com apoio e parceria do Instituto de Difusão Espírita de Araras (SP). Era colaborador assíduo da publicação "Anuário Espírita", do IDE. Foi fundador de centro espírita em Caracas e era conferencista.

Ao longo dessas décadas esteve muitas vezes em Araras (SP), em visitas a Chico Xavier em Uberaba. Mais de 2,5 milhões exemplares dos livros citados ele disponibilizou gratuitamente a países de idioma hispânico das Américas. Durante a gestão de Nestor Masotti no Conselho Espírita Internacional, Alípio juntamente com o IDE colaborou para a doação de dois containeres de livros em espanhol para Cuba. Um terceiro container foi doado com esses livros e mais uma edição especial de "O Evangelho segundo o Espiritismo", em espanhol editado pela EDICEI, durante o 7º. Congresso Mundial de Espiritismo, promovido pelo CEI, em Havana (Cuba), em 2013). Previamente Alípio González esteve na sede da FEB em diálogo como o então presidente Cesar Perri, planejando esta e outras ações. Também como desdobramento, em novembro de 2013, Alípio recepcionou e apoiou a viagem do citado dirigente, que veio a ser o primeiro representante da FEB e também do CEI, a visitar a Federação Espírita e outras instituições da Venezuela.

Depoimento sobre Alípio González:

"Conhecemos Alípio, há muitos anos, em viagens que ele fazia a São Paulo em função de compromissos dele junto ao IDE e visitas ao Chico, em Uberaba. Durante uma viagem profissional nossa, em fevereiro de 1992, ele gentilmente nos levou para conhecer a sede da "Mensaje Fraternal" em Caracas, fato que divulgamos na época na revista RIE. Desde aquela época e depois em visitas a diversos em tarefas do CEI, sempre encontramos os livros de Chico Xavier que ele editava e doava para as instituições espíritas latino-americanos. O nosso roteiro de palestras e visitas à Venezuela, em 2013, somente foi possível pelo seu apoio, cuidados e acompanhamento diretos, pois a Venezuela já passava por crises e momentos complexos. Um fato interessante é que Alípio apreciava contatos diretos com centros espíritas e seus frequentadores, inclusive muitos simples, e não aceitava convites para congressos. Consideramos Alípio o principal divulgador das obras de Chico Xavier nas Américas". por Cesar Perri

 

 

Fonte: http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/NOVEMBRO/26-11-2018.htm

 

>>>   clique aqui para acessar a página principal de Notícias

>>>   clique aqui para voltar a página inicial do site

>>>   clique para ir direto para a primeira página de Artigos, Teses e Publicações