Espirituialidades e Sociedade


Notícias:

>   União Espírita Mineira sedia, pela primeira vez, Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo



Compartilhar
 

 

 

 

16/09/2018

 

Produção de conhecimento, pesquisas científicas, o empirismo, além teses e estudos a níveis de pós-doutorado. Imagine toda essa vertente científica voltada para debater um tema ainda tímido nas universidades, mas muito presente nas Casas Espíritas: a "Sobrevivência da Alma".

Pois, este foi o tema central que reuniu mais de 80 acadêmicos, mestres, doutores e pesquisadores na Sede Federativa da União Espírita Mineira (UEM) e COFEMG, que recebeu, nos últimos 25 e 26 de agosto, o 14º Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo (ENLIHPE).

 


"A evidência da aparição de seres sobre-humanos ou espirituais é tão boa quanto definitiva, como qualquer prova de um fato deve ser..."
(Alfred Russel Wallace, em O Aspecto Científico do Sobrenatural)

 

O evento é realizado anualmente pela Liga de Pesquisadores do Espiritismo (LIHPE) e visa apresentar e debater propostas, trabalhos e pesquisas nas diversas áreas do conhecimento sobre a temática espírita.

"O nível dos trabalhos inscritos e apresentados foi muito bom, elevado, e destacamos, ainda, o comprometimento das equipes da LIHPE e da União Espírita Mineira que, pela primeira vez, sediou esse encontro tão importante para o incentivo e fomento da pesquisa científica da Doutrina Espírita", avaliou o Coordenador do 14º ENLIHPE, Jáder Sampaio.

Para a Presidente do Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo  (CCDPE-ECM), Julia Nezu, a 'Sobrevivência da Alma' é tema de interesse comum a pesquisadores e ao público espírita em geral.

"Temas como esse precisam ser estudados e divulgados para que valorizemos o tríplice aspecto da Doutrina Espírita: religioso, filosófico e científico. Este último, inclusive, é pouco trabalhado no meio espírita, e a universalização dos fundamentos do Espiritismo passa, também, pela academia", afirmou Julia.

O fundador e Diretor do Núcleo de Pesquisa em Espiritualidade e Saúde (NUPES) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Prof. Alexander Moreira, um dos conferencistas do 14º ENLIHPE, também acredita na necessidade da investigação da sobrevivência da alma.

Com o tema "É possível investigar a existência da alma?", ele apresentou parte de um trabalho desenvolvido que contempla estudos de casos sugestivos não apenas de reencarnação, mas das Experiências de Quase Morte (EQMs).

"A pergunta que fazemos é: 'Há alguma evidência da atividade da consciência, ou mente, quando o cérebro físico não está funcionando, ou quando não existe mais?' E, nesse caso, existe uma longa tradição de pesquisadores nesse sentido, de Alan Kardec à contemporâneos, como Ian Stevenson, que, atualmente, adotam como principais linhas de investigação as EQMs e casos de crianças sugerindo detalhes de vidas pregressas", explica Alexander.

E, se a imortalidade da alma, ou espírito, é comumente abordada pelo ponto de vista das evidências, a ideia é unir essa forma de se estudar o tema com a argumentação filosófica. Assim acredita o professor e membro do NUPES, Humberto Schubert Coelho. Ele foi um dos convidados, cuja conferência versou sobre "A importância da fundamentação transcendental e idealista para a ideia de imortalidade do espírito".

"A imortalidade da alma foi extensamente defendida pela maioria dos pensadores célebres da tradição metafísica e filosófica, como Platão, Aristóteles, Sócrates, Descartes ou Santo Agostinho. Ou seja, a Filosofia está visceralmente associada a essa ideia, mas, por um viés mais persuasivo a nível dos argumentos, e não das evidências empíricas", completa Schubert.




TRABALHOS APRESENTADOS

 

Os trabalhos apresentados durante o 14º Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo (ENLIHPE) foram selecionados previamente em abril por uma equipe de pareceristas do LIHPE. Além disso, as mesas de debate trouxeram um estudo feito por Marco Milani sobre a 5ª edição da obra "A Gênese", e uma homenagem ao naturalista e biólogo Alfred Russel Wallace, feita por Jáder Sampaio.

 

Confira a lista dos temas e autores (clique aqui para fazer o download das apresentações).

- O que não comprova a sobrevivência da alma? (Alexandre Fontes da Fonseca / USE-Campinas)

- As investigações sobre a sobrevivência da Alma (Marcelo Gulão / Professor do Colégio Naval-RJ)

- Prova da sobrevivência da alma (Paulo da Silva Neto Sobrinho / C.E. Manoel Felipe Santiago, BH)

- Evocação de pessoas falecidas utilizando a prece e a varredura medianímica (Raphael Vivacqua Carneiro / Grupo de Pesquisa Lampejo e Núcleo de Pesquisas da FEEES)

- Mediunidade e sobrevivência – um século de investigações: a contribuição de Allan Gauld para o estudo da imortalidade (Leandro Santos Franco de Aguiar / AME-MG)

- A sobrevivência da alma e o progresso moral em Sócrates (Luiz Fernando Bandeira de Melo / Mestre em Filosofia - UFU)

- Ensaio sobre as anotações do Dr. Kerner com respeito aos fenômenos psíquicos da Sra. Frederica Hauffe (Elton Rodrigues e Carolina Machado / Associação de Física e Espiritismo da Cidade do Rio de Janeiro)

- Cesare Lombroso: da biografia à transição paradigmática (Eric Vinícius Ávila e Leandro Santos Franco Aguiar / AME-MG)

 

As pesquisas foram compiladas e lançadas durante o evento por meio do livro "A Sobrevivência da Alma em Foco", da Série Pesquisas Brasileiras Sobre Espiritismo, organizado por Marco Milani e Jáder Sampaio, e editado pela LIHPE, USE-SP e CCDPE-ECM.

Além desta obra, na ocasião, também foram lançados os livros “Conversando com os espíritos: um toque de humanismo", de Jáder Sampaio, pela Editora Lachatrê; e "A filosofia perene: o modo espiritualista de pensar", pela Editora Didier, e “Genealogia do espírito”, pela FEB Editora, ambos de Humberto Schubert Coelho.

As obras podem ser adquiridas na Livraria Espírita Mineira. Contato: (31) 3201-3038.

 

ENLIHPE EM MG

O 14º ENLIHPE foi realizado pela Liga de Pesquisadores do Espiritismo (LIHPE) em parceria com o Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo - Eduardo Carvalho Monteiro (CCDPE-ECM).

O evento teve apoio da União Espírita Mineira (UEM), Federação Espírita do Estado do Espírito Santo (FEEES), União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo (USESP) e Jornal Correio Fraterno.

A última vez que Minas Gerais sediou o ENLIHPE foi na 3ª edição do encontro, ocorrida em 2004 e realizada no Associação Espírita Célia Xavier (AECX). A próxima edição do ENLIHPE será nos dias 24 e 25 de agosto de 2019, em Fortaleza-CE, na Federação Espírita do Ceará (Feec).

 

VEJA TAMBÉM

Galeria de fotos do 14º ENLIHPE - Facebook

Canal do YouTube do NUPES

Associação Física e Espiritismo da Cidade do Rio de Janeiro (AFE-RIO) - Facebook

 

 

Fonte: https://www.uemmg.org.br/noticias/uniao-sedia-pela-primeira-vez-encontro-nacional-da-liga-de-pesquisadores-do-espiritismo

 

>>>   clique aqui para acessar a página principal de Notícias

>>>   clique aqui para voltar a página inicial do site

>>>   clique para ir direto para a primeira página de Artigos, Teses e Publicações