Espirituialidades e Sociedade



Notícias:

Benzedeira de 102 anos preserva tradição em Florianópolis

 

 

 

09/11/2014

Benzedeira de 102 anos preserva tradição em Florianópolis

 


Ela aprendeu a arte de afastar os males e aliviar as dores e os sofrimentos com a mãe e o avô. Moradora da praia do Pântano do Sul, em Florianópolis, Ilda Martinha Vieira, 102 anos, é uma das benzedeiras mais antigas do Brasil.

Diariamente, é procurada por moradores da ilha e por turistas para tratar de cobreiro (Herpes zoster), mau-olhado, calor de figo (calcanhar rachado) e zipra (virose), em sua maioria.

Tia Ilda, como é conhecida, entoa palavras como mantras. Evoca o divino com o sinal da cruz, menciona os santos apóstolos e Jesus Cristo. E começa uma fala mansa.

“Faço isso porque devo dar o que ganhei”, explica.

“Talvez seja um dom que recebi de Deus e eu tenha que dar o bem para as pessoas. Nunca vi Deus. Rezo muito para ele, para os santos e para os meus anjos da guarda. Todos gostam muito de mim”, diz.

Em depoimento ao fotojornalista Guto Kuerten, do “Diário Catarinense”, ela conta que já foi “muito pobre, muito pobre, muito pobre” e fala das mudanças da ilha neste século. Tudo com muita cantoria.

->  clique aqui assista aqui ao vídeo   -

__________

 

Por QSocial

Com informações de Guto Kuerten, do “Diário Catarinense”

*Este texto faz parte do projeto Geração Experiência, que tem como objetivo mostrar histórias de pessoas com mais de 60 anos que são inspiração para outras de qualquer idade.

 

Fonte:
https://queminova.catracalivre.com.br/inspira/benzedeira-de-102-anos-preserva-tradicao-em-florianopolis/

 

>>>   clique aqui para acessar a página principal de Notícias

>>>   clique aqui para voltar a página inicial do site

>>>   clique para ir direto para a primeira página de Artigos, Teses e Publicações