Espirituialidades e Sociedade



Notícias :


Reginauro Sousa Nascimento, da ABRARTE - fala sobre arte espírita

 

 



19/07/2012

"A arte espírita é aquela que tem o sentido declarado de promover a Doutrina ou gerar reflexão a partir dela"

Reginauro Sousa Nascimento é natural de Fortaleza (CE). É educador físico e militar do Corpo de Bombeiros. Atualmente cursa Mestrado em Educação na Universidade Federal do Ceará, desenvolvendo pesquisa na linha sobre Arte e Espiritualidade. É diretor da Federação Espírita do Estado do Ceará (Feec) e também do Grupo Espírita de Teatro Leopoldo Machado (Lema). É associado fundador da Abrarte e atualmente exerce a função de conselheiro fiscal da Associação.


 

1) Qual o papel da arte na sua vivência espírita?

Posso dizer, sem sombra de dúvida, que a arte foi a principal responsável pela minha permanência na Doutrina. Foi graças ao Lema que descobri meus verdadeiros compromissos com a divulgação do Espiritismo e com minha autotransformação. Foi onde a minha relação com a espiritualidade foi se revelando pouco a pouco.

2) Como você enxerga o conceito de arte espírita?

Esse é um conceito ainda em construção em nosso meio. Hoje não me vejo com uma opinião fechada sobre esse tema, em virtude dessa diversidade de opiniões sobre o assunto entre companheiros com experiências tão notáveis. Mas ainda sou muito tendencioso a pensar a arte espírita como aquela que tem o sentido declarado de promover a Doutrina ou gerar reflexão a partir dela.

3) Como é o trabalho do LEMA?

O Lema hoje é um grupo com um trabalho consolidado. São 23 anos de trabalho e uma história de muitas realizações. Temos um repertório de 6 espetáculos prontos à disposição para qualquer necessidade de apresentação. Estamos sempre procurando novos horizontes na tentativa de fazer com que o nosso trabalho seja capaz de tocar o público não-espírita. Acreditamos muito no que foi dito pelo nosso companheiro Haroldo Dutra durante o Encontro Nacional de Arte Espírita, que a mensagem precisa ser sutil para chegar àqueles que ainda não aceitam nossos princípios. O Auto da Terra do Pé-Rachado segue esse conceito e inaugura uma feliz parceria do grupo com nosso companheiro Allan Denizard, que já tem outros dois textos em estudo para montagem.

4) E o trabalho de pesquisa para o mestrado em educação na Universidade Federal do Ceará? Como a arte espírita se posiciona dentro desse projeto?

De certa forma o projeto é fruto da nossa relação com a Abrarte e, consequentemente, com os artistas espíritas do Brasil. Há dois anos, durante um centro de interesse, uma jovem me perguntou quando seria publicado o material de nossa discussão. Nunca havia pensado nisso antes. Pouco depois fui convidado pela professora Dra. Ângela Linhares a escrever sobre o trabalho do Lema dentro do eixo de pesquisa sobre arte e espiritualidade. Aceitei o convite e resolvi montar o projeto, que tratará não do Lema especificamente, mas da relação reflexiva entre ator e texto no teatro espírita. A pergunta é: até onde esses personagem falam a nossas vidas? O quanto essas histórias realmente contribuem para a formação humana desse atores?

5) E a sua relação com a Mostra Brasileira de Teatro Transcendental? Como começou e como está agora?

Entrei na Mostra como convidado para apresentar Memórias de um Suicida, na primeira edição. Depois fui convidado para integrar a comissão organizadora e acabei como curador do evento. Participei de todas as edições dentro e fora dos palcos. Acredito muito nos objetivos da Mostra e no papel importante que ela cumpre para a espiritualização da arte. Além, é claro, de ter se tornado uma grande vitrine para a divulgação da arte espírita em nosso país. Foi graças à Mostra que conheci os nosso amigos do NEA [Núcleo Espírita de Artes, de Florianópolis] e consequentemente fui apresentado ao Fórum. Devo à Mostra, indiretamente, a oportunidade de participar da fundação da Abrarte. Estamos comemorando 10 anos de um evento que hoje é referência no segmento em todo o país.

6) Concluído o 1º Encontro Nacional de Arte Espírita, quais os próximos passos da Arte Espírita no Ceará?

O sucesso do nosso Encontro aumenta em muito a nossa responsabilidade para com a organização e a promoção da arte espírita no Ceará. Temos muito ainda por construir e agora é hora de fortalecer o que já temos para avançar.

Fonte: Informativo virtual da Abrarte

Associação Brasileira de Artistas Espíritas

Fundada em 08/06/2007 - Site: www.abrarte.org.br / Portal Arte Espírita: www.arteespirita.com.br

 

>>>   clique aqui para acessar a página principal de Notícias

>>>   clique aqui para voltar a página inicial do site

>>>   clique para ir direto para a primeira página de Artigos, Teses e Publicações


topo