Espirituialidades e Sociedade



Notícias :


Dois sem-teto encontraram e devolveram R$ 20 mil que ladrões roubaram de um restaurante japonês; os donos do dinheiro retribuíram

 

 

 

18/07/2012



O morador de rua Rejaniel de Jesus Silva Santos é cumprimentado
por Daniel Uemura (à dir.), sócio do Hokkai Sushi

Joel Silva/Folhapress



por Afonso Benites / Martha Alves
do jornal Folha de São Paulo

 

Em menos de 24 horas um casal de catadores de material reciclável que vive debaixo de um viaduto no Tatuapé, zona leste de São Paulo, viu sua vida virar do avesso.

No período, eles acharam R$ 20 mil furtados de um restaurante, entregaram o valor para a polícia e apareceram em emissoras de TV como exemplo de honestidade.

Mas teve mais. Os dois ainda se encontraram com os donos do dinheiro, foram ameaçados pelos ladrões, conseguiram um teto provisório, receberam propostas de emprego e um convite para voltar ao Maranhão reencontrar a família de um deles.

A reviravolta na vida de Rejaniel de Jesus Silva Santos, 36, e de Sandra Regina Domingues, que não sabe a própria idade, começou por volta das 3h30 de ontem, quando acordaram com o alarme de um restaurante tocando.

Levantaram-se e foram ver o que estava acontecendo. Enquanto caminhavam, Santos achou, debaixo de uma árvore próxima a um ponto de ônibus, duas sacolas e uma bolsa preta com cédulas, moedas e comprovantes de pagamentos de cartões de crédito.

Quando ele abriu, espantou-se com o que viu. Eram cerca de R$ 20 mil."A primeira coisa que veio na minha cabeça foi avisar a polícia", afirmou ao lado de policiais no 30º DP (Tatuapé).

Por meio dos comprovantes de pagamento, os policiais chegaram ao restaurante Hokkai Sushi. Lá, constataram que uma janela tinha sido arrombada e o dinheiro do caixa levado. A polícia acredita que os bandidos deixaram o dinheiro embaixo da árvore pois havia policiais por perto e voltariam mais tarde.

No meio da manhã, os representantes do restaurante foram à delegacia, conheceram os dois sem-teto e receberam o dinheiro de volta.

"Estamos muito agradecidos. Foi um ato de extrema humildade e honestidade que precisa ser valorizado", afirmou um dos sócios do restaurante, Daniel Uemura, 23.

Agradecidos, os donos da empresa deram duas opções ao casal. Uma delas são cursos de qualificação para trabalhar numa das unidades da empresa (além de restaurantes, o grupo tem peixarias e distribuidoras de pescados).

A outra são passagens e ajuda ao casal para se mudarem para o Maranhão, onde vive a família de Santos, que ele não vê há 16 anos.

Antes de decidirem o que farão, terão de enfrentar um problema. Segundo o casal, os ladrões que furtaram o Hokkai Sushi os ameaçaram. Por isso, desde ontem, foram instalados pelos empresários em um hotel da cidade.


EX-PEDREIRO

Santos é natural do Maranhão e veio para São Paulo para trabalhar com o irmão na construção civil. Aqui, ele se casou e teve um filho, com quem não tem mais contato.

Após a separação, Santos perdeu o emprego, a casa e foi morar nas ruas. Conheceu a atual companheira, a paranaense Sandra, nas ruas. Ele vive com ela há cerca de quatro meses, debaixo do viaduto Azevedo, no Tatuapé.

Grato por poder mudar de vida, Santos diz que, agora, só espera o reconhecimento de sua própria família.

"A minha mãe me ensinou que não devo roubar e se vir alguém roubando devo avisar a polícia. Se ela me assistir pela TV lá no Maranhão vai ver que o filho dela ainda é uma das pessoas honestas deste mundo", afirmou.


Fonte
: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidiano/53732-arigato.shtml

 

>>>   clique aqui para acessar a página principal de Notícias

>>>   clique aqui para voltar a página inicial do site

>>>   clique para ir direto para a primeira página de Artigos, Teses e Publicações


topo