Espiritualidade e Sociedade



Notícias :

> Marcus Zulian Teixeira - resenhas de livros sobre Homeopatia


01/02/2008

 

“A Natureza Imaterial do Homem – Estudo comparativo do vitalismo homeopático com as principais concepções médicas e filosóficas”
Autor: Marcus Zulian Teixeira
Editorial Petrus – T: (11) 3083-5243 – www.homeozulian.med.br

 

 

RESENHA

Além da materialidade grosseira do corpo físico, sempre se acreditou na existência de uma natureza imaterial do homem, assumindo várias conotações ao longo das diversas civilizações humanas.
Em todas as filosofias e religiões, termos como alma, espírito, mente, força vital, etc. são citados, representando uma entidade energética-espiritual com ascendência sobre a entidade orgânica-material. Além disso, atribui-se ao Espírito (Alma) uma natureza eterna, imortal, ao contrário da existência limitada e passageira do corpo material.
Até o século XIX, existia na Medicina a noção de uma força vital responsável pela manutenção do equilíbrio das funções orgânicas e da saúde, sendo substituída, no século XX, pelos princípios cartesianos que localizaram a causa das doenças nos órgãos, nos tecidos e nas células.

Dentre as especialidades médicas atuais, a Homeopatia apresenta em seu corpo doutrinário concepções científicas e filosóficas. Dentre estas, propaga a noção de que o binômio saúde-doença se fundamenta num substrato material-energético (corpo físico-força vital). Apesar de utilizar este conceito filosófico para explicar a gênese profunda das enfermidades, apresenta um modelo terapêutico fundamentado nos conhecimentos experimentais e científicos da Medicina moderna.

Nesta obra, procuramos estudar comparativamente as diversas escolas médicas (Homeopatia, Medicina Tradicional Chinesa, Medicina Ayurvédica, Medicina Antroposófica) e filosóficas (Hinduismo, Ocultismo, Teosofia, Rosacruz, Cabala, Espiritismo) que valorizam os veículos sutis de manifestação da Individualidade (princípio vital, mente, alma, espírito, etc.), evidenciando, através das inúmeras semelhanças conceituais encontradas, que este conhecimento metafísico se originou de uma fonte primordial comum, incorporando-se à cultura de todas as civilizações primevas.

Através das inúmeras citações e referências bibliográficas, o leitor poderá se aprofundar no estudo desta natureza imaterial humana, não alimentando este trabalho qualquer pretensão de esgotar um assunto de tamanha complexidade e importância para o entendimento do homem e de seu papel no atual ciclo de evolução da Terra.

“Semelhante Cura Semelhante – O princípio de cura homeopático fundamentado pela racionalidade médica e científica”
Autor: Marcus Zulian Teixeira
Editorial Petrus – T: (11) 3083-5243 – www.homeozulian.med.br


RESENHA

Apesar da secular eficácia terapêutica da Homeopatia, fator imprescindível na manutenção deste método de tratamento até os dias atuais, o meio acadêmico e científico da medicina convencional exige comprovações segundo os seus parâmetros de pesquisa e avaliação.

Esta sempre foi a tônica das discussões entre homeopatas e alopatas (enantiopatas), pois estes dois métodos de tratamento estão fundamentados em paradigmas opostos, possuindo metodologias distintas e divergindo sobre inúmeros fatores: verificação dos poderes curativos das drogas utilizando a experimentação em humanos sadios ou em doentes (animais); valorização de aspectos psíquicos, emocionais e gerais nestas experimentações; escolha do medicamento através dos princípios da semelhança ou dos contrários; utilização de doses infinitesimais ou ponderais; administração de medicamentos únicos ou combinados, etc.

Esta obra foi idealizada na tentativa de aproximar o modelo homeopático da racionalidade médica atual, buscando nas publicações e pesquisas científicas modernas o substrato para fundamentar os principais conceitos da Homeopatia, em especial, o princípio terapêutico pela similitude.

Em diversas áreas do conhecimento humano, da Física à Fisiologia Humana, assim como em centenas de medicamentos empregados pela Farmacologia clássica, encontramos a confirmação dos pressupostos homeopáticos, semelhantemente ao citado por HAHNEMANN há mais de dois séculos.

Buscando a aproximação científica da medicina homeopática com a medicina convencional, esperamos num futuro próximo poder participar conjuntamente na formação de uma MEDICINA única, na qual o benefício ao paciente esteja acima de qualquer sentimento individualista e egocêntrico.

 


>>> clique aqui para ver a lista completa de notícias

>>> clique aqui para voltar a página inicial do site

 

topo