ENLIHPE 2016 - Vídeos

 


Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo

>     Luiz Fernando Bandeira de Melo: A sobrevivência da alma e o progresso moral de Sócrates

14º Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo - ENLIHPE 2018

Compartilhar


 

14º Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo -


A décima quarta edição do ENLIHPE – 14º ENLIHPE - ocorreu no ano de 2018, no auditório principal da Sede Federativa da UEM (União Espírita Mineira), situada na Av. Olegário Maciel, em frente ao Diamond Mall – e teve como tema central “Sobrevivência da alma” trazendo pesquisas e abordagens de temas que lhe são correlatos.

 

Luiz Fernando Bandeira de Melo, apresentou o trabalho: “A sobrevivência da alma e o progresso moral de Sócrates“.

O presente trabalho é o início de um projeto maior relacionado com Platão e Sócrates e a possibilidade deles terem desenvolvido o mesmo conhecimento. Não se sabe até hoje se o escrito sobre Sócrates foi realmente de Sócrates ou foi escrito por Platão.

A inseparatibilidade de questões morais e a imortalidade de alma é o foco deste trabalho. Essas questões de imortalidade da alma são anterior a Sócrates e Platão. O Livros dos Mortos, em seu primeiro parágrafo diz: Aqui neste livro está escrito o que devemos falar logo após a morte para que sejamos felizes depois de mortos”. A tradição “órfico-pitagórico” mostrou a preocupação com a ‘salvação’ da alma após a morte. Lembrou que o termo ‘salvação’ possui diversos significados hoje e à época da escrita do livro citado. Falam-se em castigo post-mortem. Na mitologia grega temos diversos textos falando em castigos perenes (ex. Prometeu). Fala-se em ‘senhas’ para a ‘salvação’ da alma. Comentou a respeito da mitologia grega em relação ao que acontecida após a morte, questões sobre o Hades e o Tártaro. Comentou sobre “daimon”. Comentou sobre um texto apócrifo, conhecido como “teages” e a provável influência de Platão a elaboração desse texto. Considera moral como o comportamento das pessoa, e aponta a influência do daimon para o comportamento de Platão e seus escritos. Comenta que aqueles que tiveram uma boa moral e um bom comportamento ao morrer iriam a lugares bons.

Concluiu que toda a influência de daimon para Platão, e para outros filósofos para a melhora das atitudes da pessoa. Ficou claro a influência do progresso moral trazido por Sócrates e Platão relacionados com a imortalidade da alma e a busca por lugares post-mortem agradáveis. Concluiu que a busca das virtudes, a ajuda aos semelhantes a conduta prudente e temperante, ante a sobrevivência da alma e a certeza da sua transmigração e a atenção aos conselhos daimonicos, geram como consequência um novo gênero de vida que objetiva a melhoria para a vida além-túmulo. A ascensão moral que atribuímos à Doutrina de amor legada por Sócrates.



Vídeo:

- para assistir no Youtube em melhor resolução: https://youtu.be/OwgPkXGHa5Y

 

 

 

-----------

 


Informações:
Sobre a LIGA - acesse www.lihpe.net

 


- clique aqui para voltar para a página principal sobre o 14º ENLIHPE 2018