ENLIHPE 2016 - Vídeos

 


Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo

>     Alexandre Fontes da Fonseca - “O que não comprova a sobrevivência da alma?"

14º Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo - ENLIHPE 2018

Compartilhar


 

14º Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo -


A décima quarta edição do ENLIHPE – 14º ENLIHPE - ocorreu no ano de 2018, no auditório principal da Sede Federativa da UEM (União Espírita Mineira), situada na Av. Olegário Maciel, em frente ao Diamond Mall – e teve como tema central “Sobrevivência da alma” trazendo pesquisas e abordagens de temas que lhe são correlatos. Foram apresentados 13 trabalhos: conferências, palestras, alguns estudos, e uma mesa que tratou de uma importante obra espírita: “A Gênese“

 

 

Alexandre Fontes da Fonseca - “O que não comprova a sobrevivência da alma?

 

Alexandre Fontes da Fonseca – USE-Campinas/SP, trouxe considerações sobre o tema: “O que não comprova a sobrevivência da alma?“. Em resumo, apresentou que a intenção é apresentar 2 conceitos (fenômenos físicos materiais) que comprovariam a existência da alma, mas que na verdade ainda não são capazes de enfrentar a razão da ciência face-a-face. Tais argumentos ainda não são bons o suficiente para comprovar a existência da alma.

Analisou a obra “Atualidade de Kardec“, de Rubens P. Meira, mostrando algumas questões pontuais que exigem cuidado ao serem apresentados. Algumas ideias apresentadas são trazidas por escritos espíritas clássicos, tal como Gabriel Delanne (O Espiritismo perante a ciência). Dentro desse pensamento, e associando-o ao conceito de entropia (como uma Lei natural – de desordem), o pensamento do perispírito/espírito como organizador biológico seria algo a ser considerado a se analisar. Assim, a auto-organização dos seres vivos não serviria como argumento para comprovação da imortalidade da alma.

Outro tópico é, justamente, a física quântica. Esse conceito da física e que foge ainda de uma explicação completa da ciência acadêmica. O Espiritismo não teria condições explicar. E, dentro do Movimento Espírita há pesquisadores buscando um de relacionamento de física quântica e Espiritismo. E pesquisadores sérios, com muita boa vontade. Apresentou valores interessantes de pessoas dentro do Movimento Espírita interessado com questões de física quântica. Há também uma grande quantidade de Espíritas palestrando sobre a física quântica, o que está fazendo nascer um “misticismo quântico”. Essa ação enfraquece muito a argumentação espírita frente à ciência. Apontou um uma análise de Allan Kardec em que ele considera que a alma é considerada como imaterial, por conta de suas características serem impossíveis de sofrerem analogia com a matéria. Infelizmente, ao relacionar a física quântica com o espírito, estaríamos materializando o espírito, ao invés de analisá-lo frente as suas características e condições reais. A seguir, abriu-se espaço para perguntas e respostas.

Visitem também o Jornal de Estudos Espíritas (JEE), editado por Alexandre Fontes da Fonseca
- https://sites.google.com/site/jeespiritas -




Vídeo:

- para assistir no Youtube em melhor resolução: https://youtu.be/aXjkVUcw82E

 

 

 

-----------

 


Informações:
Sobre a LIGA - acesse www.lihpe.net

 


- clique aqui para voltar para a página principal sobre o 14º ENLIHPE 2018