12o. Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo - ENLIHPE 2016

- Como foi

 


Nos dias 27 e 28 de agosto de 2016, na cidade de São Paulo, na sede USE/SP, no bairro de Santana, Zona Norte da cidade, houve o 12º Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo - ENLIHPE 2016.

Recordando que a LIGA (Liga de Pesquisadores do Espiritismo) é um grupo virtual de apoio em pesquisas, destacamos que uma vez ao ano ocorre o Encontro Nacional da LIGA (ENLIHPE); nos últimos anos regularmente no mês de agosto. Desde o ano passado o encontro anual foi transferido do Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo “Eduardo Carvalho Monteiro” (CCDPE-ECM) para a sede da USE/SP, melhor localizada, muito perto da Estação Santana do Metrô; importante realçar que o CCDPE-ECM continua aberto para receber os pesquisadores e promovendo cursos em sua sede.



Em 2016, o Tema Central foi: Mediunidade: pesquisa e história.

O encontro foi extremamente importante e dinâmico, mantendo a mesma qualidade das edições anteriores, com apresentações de trabalhos científicos interessantes. Estavam presentes representantes de entidades federativas de alguns estados, como Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo. A USE-SP nos recebeu em seu auditório no bairro paulistano de Santana e a comissão organizadora não poupou esforços para acolher e alimentar bem os participantes.

Como apontou Jáder Sampaio:

"Foram muitos os encontros e conversas, muitas pessoas que antes eram apenas um nome na tela de computador e que se aproximaram, conheceram, "trocaram figurinhas". O 12o. ENLIHPE tem tudo para gerar um belo livro sobre mediunidade em 2017, mas agora iremos redobrar esforços para divulgar o recém lançado "Novos estudos sobre a reencarnação"."


Da esquerda para a direita: acima - Adilson Assis, Pedro Nakano, Marcelo Gulão e Marco Milani.
Abaixo - Alexandre Rocha, Jáder Sampaio e Júlia Nezu

 

Vejam o Álbum de fotos 12º ENLIHPE 2016



Após a abertura do Encontro, houve a apresentação musical do senhor Clementino
(a qual poderá ser assistida no vídeo da abertura - em breve). Na sequência houve o início das apresentações dos trabalhos programados para 2016.


Na foto da esquerda o senhor Clementino
Na foto da direita a Comissão Organizadora: Marco Milani, Jáder Sampaio, Júlia Nezu, Adilson Assis e Pedro Nakano.

vídeo da Abertura - clique aqui para acessar

_______________


Manhã de sábado

A apresentação dos trabalhos preparados para o ENLIHPE 2016 começou no sábado de manhã com o bloco de pesquisadores-historiadores, com quatro trabalhos que trataram das pesquisas anteriores e contemporâneas a Allan Kardec (Marcelo Gulão), do próprio trabalho de Kardec (Jaqueline), da vida de um interessante luso-brasileiro, Batuíra (Fausto) e do emprego de métodos de história oral como fontes históricas, assim como das principais escolas de pensamento histórico (Adolfo).



1.
Marcelo Gulão Pimentel – As investigações dos fenômenos psíquicos/espirituais no século XIX: sonambulismo e espiritualismo, 1811-1860 

Resumo: No início do século XIX, investigações sobre a natureza de fenômenos psíquicos/espirituais como transes e supostas aquisições de informações indisponíveis aos canais sensoriais normais geraram grande debate no meio científico, notadamente na França, na Inglaterra, na Alemanha e nos Estados Unidos. Esta apresentação discute as principais explicações oferecidas pelos pesquisadores dos fenômenos psíquicos entre 1811 e 1860, concentrando-se nos dois movimentos principais no período: sonambulismo magnético e espiritualismo moderno. As investigações desses fenômenos geraram diversas teorias como: charlatanismo, causas físicas, alucinação, forças fluídicas e ação espiritual, sem que se chegasse a um consenso, mas trouxeram implicações para a compreensão da mente e de seus transtornos, notadamente na área do inconsciente e da dissociação, constituindo-se como parte importante da história da psicologia e da psiquiatria.



Marcelo Gulão Pimentel é historiador (UERJ), especialista em história moderna (UFF) e mestre em saúde (UFJF) na linha de pesquisa de história e filosofia das pesquisas em espiritualidade. Atualmente cursa doutorado no Programa de Pós-Graduação em História Política (UERJ). Tem apresentado trabalhos em diversos eventos organizados por instituições ligadas à história, como a Associação Nacional de Pós-Graduação em História (ANPUH) e a Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR).

vídeo - clique aqui para acessar


2. Fausto Henrique Gomes Nogueira – Batuíra: espiritismo, livre-pensamento e anticlericalismo

Resumo: Este artigo é uma síntese de parte das considerações presentes na tese de doutorado intitulada Os espíritos assombram a metrópole: sociabilidades espiritualistas (espírita e esotérica) em São Paulo na Primeira República*. Neste sentido, tem como propósito analisar a atuação do espírita Antônio Gonçalves da Silva Batuíra, no contexto do processo de modernização paulista e laicização republicana, entre o final do século XIX e início do século XX, bem como as instituições fundadas por esse intelectual espírita, especialmente seu famoso periódico Verdade e Luz. Ele foi um dos personagens mais atuantes no movimento espírita a partir de 1890, data da fundação de seu centro, até a sua morte em 1909. Nesse ínterim, vivenciou um dos itinerários mais diversificados por um espírita daquele período, ao militar em diferentes espaços e estabelecer redes de sociabilidades as mais diversas, com diversos grupos sociais.
*  Tese defendida em novembro de 2015 no Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.




Fausto Henrique Gomes Nogueira é formado em história pela USP, mestre e doutor em História Social pela mesma universidade. Em seu doutorado, apresentado em novembro de 2015, denominado "Os espíritos assombram a metrópole: sociabilidades espiritualistas (espírita e esotérica) em São Paulo na Primeira República", onde estudou as primeiras associações e periódicos espíritas de São Paulo. É professor efetivo de História no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo. Espírita desde a adolescência, atua no Centro Espírita Bezerra de Menezes, no bairro da Penha, cidade de São Paulo.

vídeo - clique aqui para acessar


3. Jaqueline Peixoto Vieira da Silva
– Origens: espiritismo, mediunidade e a sistematização de Allan Kardec nas obras O Livro dos Espíritos e O Livro dos Médiuns.

Resumo: Este texto é resultante de pesquisa acadêmica em História sobre a origem do espiritismo de base teórica e metodológica kardeciana. Depois da notícia do Fenômeno das Mesas Girantes, Hippolyte Léon Denizard Rivail (1804 – 1869) se interessou pelo fato, assumiu a identidade Allan Kardec e sistematizou as orientações dos espíritos em diversos textos. Os médiuns foram muito importantes para a concretização do trabalho de Kardec. Eles eram os intermediários entre os vivos na Terra e os vivos do além. Observando diversos fenômenos nas reuniões espiritas, Kardec compreendeu que o médium e o espírito comunicante eram dois seres distinto. Somente depois disso ele começou a realizar perguntas aos espíritos sobre quem eram e o que pretendiam. Em seguida produziu os primeiros livros com orientações dos espíritos. Entre eles O Livro dos Espíritos e O Livro dos Médiuns.



Jaqueline Peixoto Vieira da Silva é graduada em História, mestranda no Programa de Pós-Graduação em História pela Universidade Federal de Uberlândia e pesquisadora da História do Espiritismo de base teórica kardecista.

vídeo - clique aqui para acessar


4. Adolfo de Mendonça Junior – Psicofonia, história oral e fontes históricas


Resumo: O presente artigo tem por objetivo analisar os desafios, limites e possibilidades do uso da mediunidade falante, ou psicofonia, nas pesquisas de história oral, metodologia qualitativa de pesquisa, que apreende depoimentos de entrevistas gravadas com aparelhos eletrônicos, em áudio ou mídia de vídeo, transcritas e em algumas circunstâncias, resumidas. Para tanto, descreve-se um breve histórico da historiografia, do positivismo à nova escola. A mediunidade falante, ou psicofonia, é uma prática mediúnica oral, na qual o médium serve de instrumento pelo qual o Espírito do morto se comunica oralmente, ou seja, através da fala. Propomos fazer uma pesquisa sem intenções de proselitismo, ou seja, não pretendemos discutir se o Espírito fala através de um médium ou se sua voz é o subconsciente do próprio médium; também não vamos polemizar sobre a mediunidade ser uma prova ou não, da existência da vida após a morte. Para efeito de pesquisa, consideraremos a hipótese da existência da vida após a morte. A metodologia utilizada é pesquisa qualitativa fenomenológica ou estudo do fenômeno mediúnico e análise bibliográfica, pesquisa em livros e artigos científicos. Com essa pesquisa pretendemos responder a seguinte indagação: A psicofonia, pode ser considerada fonte de pesquisa e objeto de estudo acadêmico?



Adolfo de Mendonça Junior é historiador pela UNESP, com especialização pela UNIFRAN. Professor de história, é ligado ao movimento espírita, tendo ocupado o cargo de diretor da USE-SP e na federativa local. Ele é dos poucos membros da LIHPE ainda ativos que participou do 1º ENLIHPE, em Goiânia, paralelo ao Congresso Espírita Brasileiro, em 1999.

vídeo - clique aqui para acessar


* Após as 4 apresentações acima houve uma mesa com eles para perguntas e comentários do público.

_______________________


Tarde de sábado


O período da tarde de sábado contemplou apresentações dos organizadores do ENLIHPE 2016 sobre o tema da Mediunidade - Marco Milani, Jáder Sampaio e Adilson Assis.

Marco Milani iniciou com uma entrevista gravada com o médium Fernando Ben, que falou de suas faculdades mediúnicas; Jáder Sampaio discorreu sobre as pesquisas do Instituto Windbridge, nos Estados Unidos; Adilson Assis apresentou uma revisão de pesquisas psicológicas e fisiológicas com médiuns, um paralelo com doutrinas orientais (Yoga, principalmente) e as teorias explicativas contemporâneas em curso.

 

5. Marco Milani: entrevista com o médium Fernando Ben



Marco Milani é economista. Mestre e Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo. Pós-Doutor pela Escola de Administração e Políticas Públicas da Carleton University, no Canadá. Professor da UNICAMP.

vídeo - clique aqui para acessar


6. Jáder Sampaio – As pesquisas sobre mediunidade realizadas pelo Instituto Windbridge



Jáder Sampaio é Psicólogo. Doutor em Administração pela USP. Professor aposentado da Universidade Federal de Minas Gerais. Tradutor dos livros espiritualistas de Alfred Russel Wallace publicados pelo Instituto Lachâtre ("Diálogo com os céticos" - "O Aspecto Científico do Sobrenatural" - "Os Fantasmas e suas aparições" ). Escritor espírita, já lançou "Casos e descasos na Casa Espírita" (espírito Conselheiro) e “O observador e outras histórias” (espíritos diversos) e "Voluntários: um estudo sobre a motivação de pessoas e a cultura em uma organização de terceiro setor".

vídeo - clique aqui para acessar


7. Adilson Assis – Os fundamentos biopsicológicos da mediunidade: revisão da literatura e sugestões de pesquisas futuras



Adilson Assis é Engenheiro Químico, Mestre e Doutor em Engenharia Química na Universidade Estadual de Campinas, Pós-Doutor em Catálise Computacional pela Universidade Técnica da Dinamarca. Professor da Universidade Federal de Uberlância, onde mora atualmente.

vídeo - clique aqui para acessar


* Perguntas e comentários aos apresentadores da tarde

_______________________


A tarde de sábado encerrou-se com o lançamento dos livros: "Novos estudos sobre a reencarnação", organizado pela coordenação do ENLIHPE e "Os fantasmas e suas aparições", traduzido por Jáder Sampaio.


8.
Sessão de lançamento de livros e autógrafos


Á esquerda da mesa, Alexandre (da Lachatre), Jáder Sampaio, Júlia Nezu e Marco Milani

Os fantasmas e suas aparições de Alfred Russel Wallace, ed. Lachatre. Tradução de Jáder Sampaio

Novos Estudos sobre a Reencarnação (7º livro da série Pesquisas Brasileiras sobre o Espiritismo) – Júlia Nezu (USE), Pedro Nakano (CCDPE) e Marco Milani (LIHPE)

vídeo - clique aqui para acessar

_________________________



Domingo

Assembleia da LIHPE - Liga de Pesquisadores do Espiritismo

O domingo, 28 de agosto de 2016, teve início com a assembleia da LIHPE, como ocorre todo ano. Após prolongado diálogo capitaneado por Jáder Sampaio e Marco Milani deliberou-se que o tema do ENLIHPE 2017 será "Preces e curas espirituais".

A reunião administrativa da LIHPE também teve por resultados a ampliação da comissão organizadora, com a inclusão de Gilmar Trivelato, Marcelo Gulão e Alexandre Ramos de Albuquerque. A coordenação geral ficou a encargo de Marco Milani até o próximo encontro nacional.

Quatro núcleos regionais da LIHPE iniciarão reuniões: em Lisboa - Portugal, tendo como articulador o Dr. Paulo Mourinha, em Vitória, no Espírito Santo, tendo como articulador o Raphael Vivacqua Carneiro, em São Paulo, tendo como articuladores Marco Milani, Júlia Nezu e Pedro Nakano, e finalmente em Belo Horizonte - MG, tendo como articuladores Jáder Sampaio e Jáder Cabral.

Uma comissão irá pensar o marketing do encontro, composta por Pedro Nakano, Sílvio e Romeu.

Gilmar Trivelato irá compor uma equipe de apoio em metodologia de pesquisa, para auxílio dos interessados em apresentar trabalhos ou realizar estudos.


- acima fotos da assembleia da LIHPE


Domingo
- Apresentações

A primeira mesa do domingo teve como convidados Ada May, que veio lançar seu livro "A Terra da Promessa" e ainda nos falou sobre o livro "O Cético". Alexandre Rocha, do Instituto Lachâtre, deu notícias de dois autores franceses que tiveram alguns de seus livros traduzidos para o nosso idioma pela editora: François Gaudin (pesquisador da vida de Maurice Lachâtre, e que agora está pesquisando Rivail) e Jean Prieur, de 102 anos, que teve seu livro "Allan Kardec e sua época" e "Hitler, médium das trevas" traduzidos no último biênio.



9.
Ada May - Lançamento de "A Terra da Promessa" de Ada May e apresentação de seu outro livro "O Cético" (autógrafo), com a participação de Alexandre, editor da Editora Lachatre.

vídeo - clique aqui para acessar


10. Alexandre Rocha, do Instituto Lachâtre

vídeo - clique aqui para acessar


Ada May, com Jáder Sampaio ao centro segurando o livro "A Terra da Promessa" e Alexandre, da Lachatre, na outra ponta.

_________________________

 

A última sequência de exposições foi composta pelo jovem Antônio Marcos, que fez uma revisão extensa de estudos sobre mediunidade, Guilherme Velho, que também falou sobre a mediunidade de Fernando Ben e mostrou resultados de pesquisas e trabalhos nos Estados Unidos com Transcomunicação Instrumental e do Dr. Paulo Mourinha, que nos apresentou uma síntese da história do espiritismo em Portugal.

 

11. Antônio Marcos de Oliveira – A mediunidade alegada por muitas pessoas é evidência de uma relação mente-corpo alternativa?

Resumo: Este estudo visa avaliar se o fenômeno dito "mediunidade" pode estabelecer a base de uma hipótese distinta à noção materialista para a interação mente-corpo. Ele é uma revisão bibliográfica de artigos e livros relevantes e consistentes no tratamento científico do tema, encontrados em acervos digitais como SciELO, PubMed, LILACS, Google Acadêmico e Internet Archive. A hipótese do artigo é que os fenômenos mediúnicos mostram a entrada para o espiritualismo como um modelo distintivo para a mente, a partir da constatação de sua sobrevivência, já que havendo a perpetuidade de um princípio consciente autônomo ao corpo será ele um componente do universo diverso ao conceito de matéria tradicionalmente estudado. A análise dos dados sobre a mediunidade apresenta como o espiritualismo é uma tendência importante na ciência desde o século XIX, cuja atuação levantou evidências para interpretações não reducionistas da mente, que parece remanescer após a morte. As informações sustentam a hipótese de que a mediunidade evidencia uma relação mente-corpo alternativa à interpretação materialista. O embate científico sobre o assunto continua, assim como a escassez de seus estudos, o que enfatiza a necessidade de sua pesquisa, já que é essencial à definição da vida.

Antônio Marcos de Oliveira é graduando do 1º ano do curso de Medicina da Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG. Frequentador da casa espírita Grupo de Auxílio Fraterno Amélia Zambelli, Presidente Prudente - SP.

vídeo - clique aqui para acessar


12. Guilherme Velho – Resultados das pesquisas envolvendo Transcomunicação Instrumental (TCI)



(vídeo retirado a pedido do Sr. Guilherme Velho)


13. Paulo Mourinha (Portugal) – autor do livro "Uma História Luso Brasileira" e membro da LIHPE



O Dr. Paulo Mourinha, português, está na LIHPE há muitos anos, desde os tempos de Eduardo Carvalho Monteiro. Paulo é licenciado em medicina com graduação em homeopatia (Devonshire Medical School), pós-graduado em medicina tradicional chinesa (Universidade Pedro Choy - Lisboa), mestre em Psicologia Clínica (Instituto Superior de Psicologia Aplicada) e em Antropologia (Universidade Nova de Lisboa) e Doutor em Neurociências (Universidade Nova de Lisboa). Ligado ao movimento espírita, fez parte do Grupo Espírita Batuíra de Algés, Casa do Caminho de Lisboa, Centro de Cultura das Caldas da Rainha, entre outros. Membro-fundador da editora Verdade e Luz, sendo atualmente colaborador da Federação Espírita Portuguesa. Participa da Comissão Organizadora do 8º Congresso Espírita Mundial, acontecerá em Lisboa, no mês de outubro/2016.

vídeo - clique aqui para acessar



* Perguntas e comentários aos apresentadores da manhã de domingo


14. Comentários finais e prece de encerramento

vídeo - clique aqui para acessar

________________________________________

 

Faltou um destaque maior para apresentação da obra da homenageada do ENLIHPE 2016, a médium Yvonne A. Pereira, que não apenas foi médium romancista de renome nacional, como produziu um imenso material de reflexão teórica sobre a mediunidade em seus livros "Recordações da Mediunidade", "Devassando o invisível", "Memórias de um suicida" e todos os artigos que publicou na revista Reformador com o pseudônimo Frederico Francisco (em homenagem a Chopin).

 

Vejam o Álbum de fotos 12º ENLIHPE 2016

 

 

Agosto/2016
- Texto: Mauricio A. Brandão/Jáder Sampaio

 

 

 

12º ENCONTRO NACIONAL DA LIGA DE PESQUISADORES DO ESPIRITISMO

Data: 27 e 28 de agosto de 2016 - São Paulo-SP - Local: USE (União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo) Rua Dr. Gabriel Piza, 433 – Santana – CEP: 02036-011 – São Paulo – SP Tel: (11) 2950–6554 – http://www.usesp.org.br

-----------

 

 


Informações:
Sobre a LIGA - acesse www.lihpe.net ou www.enlihpe12.wordpress.com ou envie uma mensagem para enlihpe12@gmail.com


topo