Jáder Sampaio

>     "Quem foi Jesus" é encenado em BH

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Jáder Sampaio
>    "Quem foi Jesus" é encenado em BH


"QUEM FOI JESUS" É ENCENADO EM BH, E EU FUI VER...


André Marinho esteve ontem em Belo Horizonte, graças aos esforços da Associação Médico Espírita de Minas Gerais, que nos acolheu no auditório do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais. Quando se fala em seminário, é com a licença da palavra, porque André preparou para a parte expositiva uma espécie de monólogo teatral, no qual ele às vezes é ele mesmo e às vezes encarna um personagem que vai narrando histórias e parábolas do Jesus mais-que-histórico, o Jesus homem, Jesus de Nazaré.

Como um fenômeno mediúnico ao contrário, ele nos coloca na pele de Jesus, fazendo-nos ver com seus olhos, temer seus medos, entender com sua mente e sofrer, sofrer muito suas dores. Ele faz uma diferença magistral entre o homem Jesus e o Jesus mitificado, tornado divino, transformado em messias ou, no jargão espírita, o governador terrestre. Alguém tão acima da condição humana, que torna impossível aos homens alguma empatia.

Ao mesmo tempo, não sei se fui apenas eu, ou se muitos passaram pela mesma impressão, ele interpreta o discurso forte de Jesus contra os que se sentem superiores, os fariseus, os saduceus, e depois na história, os próprios cristãos, perdidos nos delírios de superioridade que às vezes um cargo, uma função ou um lugar em uma instituição nos fazem ter. Senti-me assim, pequeno por me julgar eventualmente superior, seja pela racionalidade, seja pelas realizações, seja pelo trabalho que realizei ou as conquistas que empreendi ao longo da vida da qual me recordo. “Ai de vós fariseus, que amais os primeiros assentos nas sinagogas e as saudações nas praças” (Lc 11:43)

Outro momento marcante é a relação de Jesus com os excluídos. Marinho consegue fazer uma espécie de passagem no tempo. Em um momento, estamos diante da mulher adúltera, na Palestina do século I, no outro, estamos diante de um imigrante muçulmano, na orla do Rio de Janeiro do século XX, e eles não são diferentes. É uma história que aproxima, que identifica, e não uma história que isola, que distingue inconciliavelmente as sociedades.

Jesus é o redentor, não porque é o “cordeiro de Deus” abatido na cruz, um sacrifício humano, bem ao gosto dos cultos pagãos, mas porque devolve a vida aos leprosos (mortos pela lei), santifica um centurião romano (impuros pela lei), resgata o pecador na narrativa do filho pródigo (auto-exilado pela lei), exime da culpa a mulher adúltera (apedrejada à morte pela lei). Ele age, atua desde o tempo em que se torna homem público. André destaca bem que Jesus sabia do sacrifício, não por ser espírito puro e superior, mas por ter visto a condenação do Batista, não por conhecer as profecias do messias, mas por conhecer a insanidade dos poderosos com sua lei e seu estilo de vida.

Vendo o Jesus nazareno, o Jesus humano, e o contraponto feito com a dureza dos corações dos fariseus, entendemos a mensagem do amor, da compaixão, e porque Jesus foi, na palavra de Allan Kardec, a segunda revelação. Todavia, ao contrário do que pensam alguns, creio que precisamos das três revelações. Precisamos da justiça, mas não apenas dela. Precisamos do amor, para tornar felizes os humildes, os que têm fome e sede de justiça, os pacificadores, os limpos de coração (mas talvez impuros aos olhos da lei) e para redimir os pecadores (excluídos pela justiça ou por não ter tido o mínimo para ter direito a ela), porque só o amor cobre a multidão dos pecados (1 Pedro 4:8), mas não só dele, e precisamos da verdade (Jo 8:32), para obter, por fim, a libertação.

Resta ainda falar do livro “Quem foi Jesus?”, publicado pela Lachâtre e escrito por ele, que ainda não concluí a leitura. Não dá para falar pouco dele, porque ele fala muito de muitas coisas importantes. Então farei como o André em seu monólogo e direi apenas a fala meio infantil que ele usa para nos fazer voltar à cena. Seu personagem diz, enfático, algo assim: “Mas é tão legal!!!!!!!!!!!!”


clique no link a seguir para assistir ao vídeo no Youtube
https://youtu.be/F5pYarKyfao

 

 

Fonte: https://espiritismocomentado.blogspot.com/2019/03/quem-foi-jesus-e-encenado-em-bh-e-eu.html

 

 



topo

 

 

Visitem o blog de Jáder Sampaio:

>   Espiritismo Comentado - http://espiritismocomentado.blogspot.com.br

Leiam outros textos de Jáder Sampaio:

>  Ação social espírita no século XXI
>  Allan Kardec e o Islamismo
>  Allan Kardec e os diferentes espíritas
>  Alma, Espíritos e espírito: qual a diferença para Allan Kardec?
>  André Luiz : Cruz ou Chagas
>  O Apocalipse Gnóstico de Paulo de Tarso e a Reencarnação
>  Astrid Sayegh - entrevista por Jáder Sampaio
>  Boicote na Casa Espírita
>  Caçadores de Bruxas
>  Carlos Imbassahy e a jovem médium Aurora
>  As Cartas Psicografadas de Chico Xavier
>  Carlos Alvarado escreve sobre possibilidades de estudos de transe mediúnico
>  A Casa de Chico Xavier
>  Chico Xavier e Roberto Muskat
>  A Ciência como empreendimento coletivo
>  Cientista norte-americana escreve sobre passes e desobssessão no Brasil
>  Com o Chico no cinema
>  Como foi e vem sendo construído o Movimento Espírita no Estado de São Paulo?
>  Como foi Escrito “O Livro dos Espíritos”?
>  Como foi fundada a Federação Espírita Brasileira?
>  A Comunicabilidade dos Espíritos é uma premissa metafísica no Espiritismo?
>  A Construção da Psicologia Espírita
>  Convênios de Creches Espíritas com o Poder Público
>  A Criptestesia de Charles Richet e a Hipnose
>  Delanne : pesquisador de Espiritismo
>  Deolindo Amorim conhece Carlos Imbassahy
>  Devem os Centros Espíritas Manter Creches?
>  Os dois conceitos de natureza em Allan Kardec
>  Educação Espírita da Criança
>  Encontrando Jesus a partir da análise dos Evangelhos
>  O Espiritismo na Áustria
>  Espiritismo: Ciência Natural ou Filosofia?
>  Espiritismo: crença compartilhada ou doutrina filosófica?
>  Espiritismo na Universidade?
>  Espiritismo ou espiritismo?
>  Estudo sem Conteúdo
>  Estupro de menor e aborto - que pensar?
>  Éthos, Sincretismo e Identidade do Espiritismo Brasileiro
>  Flammarion : um astrônomo diante do mundo dos Espíritos
>  O Gênio céltico : traduzida a obra mais polêmica de Léon Denis
>  Grupo da Fraternidade Irmã Ló
>  Há milagres
>  Há um século e meio - Viagem espírita de 1862
>  A Humildade de Deolindo Amorim
>  A Importância do vínculo psicológico na evangelização de crianças de comunidades
>  O Insight de Allan Kardec
>  As Irmãs Fox, Conan Doyle e o Espiritismo Brasileiro
>  Isolamento de Grupos nos Centro Espírita
>  Judeus e Helenistas no Cristianismo Nascente em Jerusalém
>  Kardec, a Alma do mundo e o Panteísmo
>  Kardec, o filme na sala de aula
>  Lammenais, a Religião e Allan Kardec
>  Letargia e Catalepsia
>  A LIHPE, a Universidade e o Movimento Espírita
>  Livros, tablets, downloads e pirataria: uma conversa necessária e cultura em uma organização do terceiro setor
>  O Médium de Jerônimo de Praga estudou o Cristianismo
>  Mediunidade : pesquisa e história
>  Mediunidade Intuitiva
>  Meu filho deve ir para a Mocidade antes do tempo?
>  Museu Histórico, Museus Espíritas
>  Nos Bastidores da Obsessão e "O Céu e o Inferno"
>  Orígenes, Reencarnacionista Cristão?
>  A Páscoa e os espíritas
>  Pedro, Tu me Amas?
>  A Pesquisa Qualitativa Entre a Fenomenologia e o Empirismo-Formal
>  Pesquisadores norte-americanos estudam médiuns - Julie Beischel (PhD) e Gary Schawrtz (PhD) publicaram na revista Explore, os resultados de uma pesquisa com médiuns de base experimental
>  Por que acreditamos em reencarnação?
>  A Prática de Aborto afeta a saúde mental da mulher?
>  Prece diminui enxaqueca?
>  O Problema da Territorialização das Sociedades Espíritas
>  Os Profetas entre os Judeus, os Cristãos e os Espíritas
>  Proposta de Associações Municipais de Creches Espíritas
>  Provação, Prova, Expiação e Missão
>  Qual a diferença entre Medicina Alternativa e Medicina Complementar?
>  O que é Medianímico?
>  O que é a Terceira Parte da nossa reunião mediúnica
>  O que um Papel Kraft tem a ver com Deus?
>  Quem é O Sal da Terra?
>  Quem é o próximo?
>  Quem foi Alfred Russel Wallace?
>  "Quem foi Jesus" é encenado em Belo Horizonte
>  A Religião e a Modernidade
>  Religião pode ser boa para a saúde mental?
>  Resenha do livro O Espiritismo, uma nova filosofia, de Maurice Lachâtre: entre Kardec, o anarquismo e o socialismo do século XIX
>  Sensações dos Médiuns
>  Schemata
>  Sobre o conceito de Espírito
>  Sofrimento e mecanismos de defesa de voluntários
>  O Solstício e o Natal
>  A Teoria da Presciência exposta por Allan Kardec
>  Tertuliano e os Cristãos do Segundo Século
>  Trabalhadores, Frequentadores ou Assistidos?
>  Trajetória da "Sociedade Anônima" segundo Simoni Privato - Século XIX
>  Tratamento "Espiritual" em mulheres com Artrite reumatoite na Dinamarca
>  Tratamento Espiritual (Healing) beneficia pacientes com sintomas crônicos?
>  Tratamentos semelhantes ao Passe e à Prece: Palavras que permitem acessar pesquisas científicas
>  Três Diferentes Tipos de Pesquisas sobre a Mediunidade
>  Um estudo compreensivo sobre a psicografia
>  Um Novo Velho Grande Livro : "Mesopotâmia: luz na noite do tempo", do Espírito Josepho
>  Uma análise de 91 estudos de diferentes formas de tratamentos espirituais
>  Uma dissertação de Mestrado sobre a Epístola de Paulo aos Coríntios
>  Uma História de Amélie Gabrielle Boudet
>  Uma pesquisa contemporânea sobre mesas girantes
>  União Espírita Mineira publica cobertura completa do 14º ENLHIPE
>  Vamos?
>  Vidência e Clarividência : uma revisão dos conceitos na literatura espírita, metapsíquica e parapsicológica
>  Voluntários: um estudo sobre a motivação de pessoas e cultura em uma organização do terceiro setor
>  Yvonne e o Ambiente Metaetérico
>  Yvonne , as Irmãs de Sion e os detalhes de suas narrativas

 

Vejam também:

Alina Gomide Vasconcelos; Jáder dos Reis Sampaio; Elizabeth Nascimento
>  PMK: Medidas válidas para a predição do desempenho no trabalho?


>   voltar para a página inicial


 



topo