Espiritualidade e Sociedade



Jáder Sampaio

>    Origem da restrição às evocações de espíritos no Brasil

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Jáder Sampaio
>   Origem da restrição às evocações de espíritos no Brasil

 

 



Foto de Frederico Júnior, médium do Grupo Ismael

 

 

É sabido que Kardec usava as evocações como uma forma de obter informações sobre casos específicos que lhe chegavam às mãos. Contudo, ele não as recomendava como técnica universal e infalível na prática mediúnica.

As evocações nominais, segundo Kardec, demandam médiuns especiais, identificados por ele como flexíveis e positivos. [1] Os médiuns positivos, apresentados no capítulo 16 de O Livro dos Médiuns, segundo o próprio Kardec, são muito raros. Os médiuns flexíveis, que Kardec menciona apenas no capítulo 16, item 191, parecem ser o mesmo que os maleáveis, definidos acima. São capazes de dar comunicações de “diversos gêneros”, e ditadas por “quase todos os espíritos”.

Atento para com suas limitações ele advertia os espíritas para o risco de fraude por parte dos espíritos: “evoca um rochedo e ela te responderá. Há sempre uma multidão de espíritos prontos a tomar a palavra sob qualquer pretexto”[2].

Alguns autores atribuem a censura da prática das evocações a Chico Xavier. Eles geralmente se lembram da frase: o telefone toca de lá para cá. Honestamente, acredito que não seja verdade. Chico participava de reuniões onde ocorriam evocações mentais, nas quais parentes de pessoas desencarnadas pediam à espiritualidade a sua comunicação. Havia apelos mentais[3]. Tantos, que no livro Missionários da Luz, os espíritos em uma sessão de materialização recomendam que as pessoas cantem, para que se desligassem do petitório mental (p. 118). Isso significa que mentalmente se solicitava da espiritualidade a presença dos familiares, entre outros desejos, embora não se pudesse assegurar que eles estariam em condições de se comunicar, como vemos no capítulo 25 de O Livro dos Médiuns na pena de Allan Kardec: há diversos motivos para que os espíritos evocados não possam se manifestar. A explicação do Chico aos familiares, referindo-se ao telefone, é mais um eufemismo, visando preservá-los da dor da perda, mais uma vez revivida.

Estudando as informações publicadas sobre o Grupo Ismael, do Rio de Janeiro, encontrei algumas orientações dadas pelo “espírito guia” do grupo pela mediunidade de Frederico Júnior. Ele dizia:

“Não se ofereçam para evocações. Quando um centro não lhes parecer homogêneo, neguem-se ao trabalho, porque assim pouparão elementos do seu cérebro e não darão ocasião a divertimentos, a que muitos estão acostumados.
A sua linguagem deve ser esta:
Eu só trabalho quando meu guia esteja a meu lado, e desde que meus companheiros não me proporcionem a satisfação desta vontade, eu não trabalho: porque serei uma máquina sem maquinista, serei uma bússola sem agulha, serei um navio sem leme, e o meu estado é perigoso.” – Ismael via Frederico Júnior[4]

Creio que a orientação de Ismael se deve à época e aos conhecimentos do grupo. No Brasil ainda era muito comum a prática da mediunidade (e a de efeitos físicos também) para atrair adeptos. O grupo de Ismael era um dos primeiros a se dedicar ao exercício sistemático da mediunidade.

Se o público participante, que ignorava o espiritismo e os cuidados com a mediunidade, fosse incentivado a ir, movido exclusivamente pela curiosidade, os médiuns ficariam expostos a vexames públicos, às reações psicológicas dos assistentes da reunião e de outras consequências desagradáveis, diante da prática pública e oral de evocações. A prática mediúnica se tornaria uma espécie de espetáculo, onde as pessoas iriam querer que seus desejos e exigências pessoais fossem atendidos pelo médium. Muito diferente do ambiente de estudo criado por Allan Kardec na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, em Paris. Talvez por isso tenhamos a orientação restritiva do espírito que se identificava como Ismael.

O cuidado intransigente da presença do "guia" sugere fragilidade da direção encarnada da reunião mediúnica. O médium se orienta preferencialmente através do espírito que reconhece como guia. Sabemos que é uma atitude arriscada, porque nem sempre o médium é capaz de identificar esse espírito e outro espírito pode se passar por ele. Seria um cuidado próprio para a época e específico para o Grupo Ismael? Penso que sim.

Não há como afirmar sem dúvida que essa é a origem da restrição às evocações verbais nas reuniões mediúnicas brasileiras, mas é o que encontrei de mais antigo, e Chico Xavier ainda usava calças curtas.

 


[1]KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. 40 ed. Rio de Janeiro: FEB, 1978. [Segunda parte - Das manifestações espíritas. Capítulo 25 - Das evocações » Considerações gerais, item 269]
[2] KARDEC, Allan. Evocações dos animais in: O Livro dos Médiuns. 40 ed. Rio de Janeiro: FEB, 1978. [Segunda parte Segunda parte - Das manifestações espíritas - Das evocações. Capítulo 25 - questão 283 - 36ª.]
[3] LUIZ, André. Materialização. in: Missionários da Luz. 13 ed. Rio de Janeiro: FEB, 1980. p. 117-118
[4] RICHARD, Pedro. Frederico Pereira da Silva Júnior, Reformador, Rio de Janeiro, ano 32, n. 18, 16 set. 1914, p. 319

 

 

 

Fonte: https://espiritismocomentado.blogspot.com/2019/11/origem-da-restricao-as-evocacoes-de.html



topo

 

 

 

 

Visitem o blog de Jáder Sampaio:

>   Espiritismo Comentado - http://espiritismocomentado.blogspot.com.br

Leiam outros textos de Jáder Sampaio:

>  Ação social espírita no século XXI
>  Allan Kardec e o Islamismo
>  Allan Kardec e os diferentes espíritas
>  Alma, Espíritos e espírito: qual a diferença para Allan Kardec?
>  André Luiz : Cruz ou Chagas
>  O Apocalipse Gnóstico de Paulo de Tarso e a Reencarnação
>  Astrid Sayegh - entrevista por Jáder Sampaio
>  Boicote na Casa Espírita
>  Caçadores de Bruxas
>  Carlos Imbassahy e a jovem médium Aurora
>  As Cartas Psicografadas de Chico Xavier
>  Carlos Alvarado escreve sobre possibilidades de estudos de transe mediúnico
>  A Casa de Chico Xavier
>  Chico Xavier e Roberto Muskat
>  A Ciência como empreendimento coletivo
>  Cientista norte-americana escreve sobre passes e desobssessão no Brasil
>  Com o Chico no cinema
>  Como foi e vem sendo construído o Movimento Espírita no Estado de São Paulo?
>  Como foi Escrito “O Livro dos Espíritos”?
>  Como foi fundada a Federação Espírita Brasileira?
>  A Comunicabilidade dos Espíritos é uma premissa metafísica no Espiritismo?
>  A Construção da Psicologia Espírita
>  Convênios de Creches Espíritas com o Poder Público
>  A Criptestesia de Charles Richet e a Hipnose
>  Delanne : pesquisador de Espiritismo
>  Deolindo Amorim conhece Carlos Imbassahy
>  Devem os Centros Espíritas Manter Creches?
>  Os dois conceitos de natureza em Allan Kardec
>  Educação Espírita da Criança
>  Encontrando Jesus a partir da análise dos Evangelhos
>  A Experiência religiosa afeta o cérebro?
>  O Espiritismo na Áustria
>  Espiritismo: Ciência Natural ou Filosofia?
>  Espiritismo: crença compartilhada ou doutrina filosófica?
>  Espiritismo na Universidade?
>  Espiritismo ou espiritismo?
>  Estudo sem Conteúdo
>  Estupro de menor e aborto - que pensar?
>  Éthos, Sincretismo e Identidade do Espiritismo Brasileiro
>  Flammarion : um astrônomo diante do mundo dos Espíritos
>  O Gênio céltico : traduzida a obra mais polêmica de Léon Denis
>  Grupo da Fraternidade Irmã Ló
>  Há milagres
>  Há um século e meio - Viagem espírita de 1862
>  A Humildade de Deolindo Amorim
>  A Importância do vínculo psicológico na evangelização de crianças de comunidades
>  O Insight de Allan Kardec
>  Interrupção temporária da mediunidade
>  As Irmãs Fox, Conan Doyle e o Espiritismo Brasileiro
>  Isolamento de Grupos nos Centro Espírita
>  Judeus e Helenistas no Cristianismo Nascente em Jerusalém
>  Kardec, a Alma do mundo e o Panteísmo
>  Kardec, o filme na sala de aula
>  Lammenais, a Religião e Allan Kardec
>  Letargia e Catalepsia
>  A LIHPE, a Universidade e o Movimento Espírita
>  Livros, tablets, downloads e pirataria: uma conversa necessária e cultura em uma organização do terceiro setor
>  O Médium de Jerônimo de Praga estudou o Cristianismo
>  Mediunidade : pesquisa e história
>  Mediunidade Intuitiva
>  Meu filho deve ir para a Mocidade antes do tempo?
>  Museu Histórico, Museus Espíritas
>  Nos Bastidores da Obsessão e "O Céu e o Inferno"
>  Origem da restrição às evocações de espíritos no Brasil
>  Orígenes, Reencarnacionista Cristão?
>  A Páscoa e os espíritas
>  Pedro, Tu me Amas?
>  A Pesquisa Qualitativa Entre a Fenomenologia e o Empirismo-Formal
>  Pesquisadores norte-americanos estudam médiuns - Julie Beischel (PhD) e Gary Schawrtz (PhD) publicaram na revista Explore, os resultados de uma pesquisa com médiuns de base experimental
>  Por que acreditamos em reencarnação?
>  A Prática de Aborto afeta a saúde mental da mulher?
>  Prece diminui enxaqueca?
>  O Problema da Territorialização das Sociedades Espíritas
>  Os Profetas entre os Judeus, os Cristãos e os Espíritas
>  Proposta de Associações Municipais de Creches Espíritas
>  Provação, Prova, Expiação e Missão
>  Qual a diferença entre Medicina Alternativa e Medicina Complementar?
>  O que é Medianímico?
>  O que é a Terceira Parte da nossa reunião mediúnica
>  O que um Papel Kraft tem a ver com Deus?
>  Quem é O Sal da Terra?
>  Quem é o próximo?
>  Quem foi Alfred Russel Wallace?
>  "Quem foi Jesus" é encenado em Belo Horizonte
>  A Religião e a Modernidade
>  Religião pode ser boa para a saúde mental?
>  Resenha do livro O Espiritismo, uma nova filosofia, de Maurice Lachâtre: entre Kardec, o anarquismo e o socialismo do século XIX
>  Sensações dos Médiuns
>  Schemata
>  Sinais de nascença em "A Tragédia de Santa Maria"
>  Sobre o conceito de Espírito
>  Sofrimento e mecanismos de defesa de voluntários
>  O Solstício e o Natal
>  A Teoria da Presciência exposta por Allan Kardec
>  Tertuliano e os Cristãos do Segundo Século
>  Trabalhadores, Frequentadores ou Assistidos?
>  Trajetória da "Sociedade Anônima" segundo Simoni Privato - Século XIX
>  Tratamento "Espiritual" em mulheres com Artrite reumatoite na Dinamarca
>  Tratamento Espiritual (Healing) beneficia pacientes com sintomas crônicos?
>  Tratamentos semelhantes ao Passe e à Prece: Palavras que permitem acessar pesquisas científicas
>  Três Diferentes Tipos de Pesquisas sobre a Mediunidade
>  Um estudo compreensivo sobre a psicografia
>  Um Novo Velho Grande Livro : "Mesopotâmia: luz na noite do tempo", do Espírito Josepho
>  Uma análise de 91 estudos de diferentes formas de tratamentos espirituais
>  Uma dissertação de Mestrado sobre a Epístola de Paulo aos Coríntios
>  Uma História de Amélie Gabrielle Boudet
>  Uma pesquisa contemporânea sobre mesas girantes
>  União Espírita Mineira publica cobertura completa do 14º ENLHIPE
>  Vamos?
>  Vidência e Clarividência : uma revisão dos conceitos na literatura espírita, metapsíquica e parapsicológica
>  Voluntários: um estudo sobre a motivação de pessoas e cultura em uma organização do terceiro setor
>  Yvonne e o Ambiente Metaetérico
>  Yvonne , as Irmãs de Sion e os detalhes de suas narrativas

 

Vejam também:

Alina Gomide Vasconcelos; Jáder dos Reis Sampaio; Elizabeth Nascimento
>  PMK: Medidas válidas para a predição do desempenho no trabalho?


>   voltar para a página inicial


 

 


topo