Espiritualidade e Sociedade





Rogério Miguez


>    Falando de Liberdade

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Rogério Miguez
>   Falando de Liberdade

 

 

No capítulo Consciência espírita, constante do livro Cartas e crônicas, do Espírito Irmão X, o autor sabiamente adverte que a liberdade oferecida pela Doutrina aos seus seguidores deve ser observada com extremo cuidado, de modo que durante a vida o seu emprego não seja inapropriado, criando compromissos e resgates variados pelo mau uso deste apanágio das leis de Deus.

Segundo este mesmo texto, de que sugerimos a atenta leitura, tudo indica que a liberdade se torna um possível Calcanhar de Aquiles para todo espírita que acredita ser a liberdade, apregoada pela Doutrina, uma carta de alforria, para tudo ou nada fazer, tudo experimentar e, principalmente, tudo divulgar, sem considerar, nessa divulgação, se os livros, textos, mensagens, palestras e vídeos possuem teor efetivamente doutrinário, bastando que o conteúdo seja espiritualista para se justificar plenamente a disseminação.

É comum escutar adeptos defendendo o seu “direito” de tudo trazer para dentro dos nossos arraiais, afirmando categoricamente serem livres, podendo, portanto, agir na seara espírita da forma como melhor lhes convier. Doutrina Espírita é sinônimo de Liberdade, proclamam aos quatro grandes ventos, e se soubessem da existência dos ventos menores, certamente assim também se expressariam.

 

* continue a ler - texto completo disponível em pdf - clique aqui para acessar

 

 

 



topo

 

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual