Espiritualidade e Sociedade





Emerson Giumbelli

>   Heresia, doença, crime ou religião: o Espiritismo no discurso de médicos e cientistas sociais

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Emerson Giumbelli 
>    Heresia, doença, crime ou religião: o Espiritismo no discurso de médicos e cientistas sociais

 

* texto disponível em pdf - clique aqui para acessar

 

Revista de Antropologia - Rev. Antropol. vol.40 n.2 São Paulo 1997

 

 

Resumo:

Desde a segunda metade do século XIX e até a década de 1940, as práticas e doutrinas espíritas mobilizaram o pensamento médico, num duplo empreendimento intelectual e de intervenção social. O artigo aborda vários textos elaborados, neste período, por médicos (tais como Nina Rodrigues e Leonídio Ribeiro), explorando como neles é definido e analisado o espiritismo, e localizando, entre as diversas épocas, continuidades e rupturas. Na década de 1930, o espiritismo e os cultos de possessão em geral começam a ser tratados por referência a categorias sociológicas e antropológicas, sinalizando uma transformação importante no seu estatuto (Arthur Ramos é um nome chave). No artigo, esta transição é problematizada a partir da análise da categoria "higiene mental", utilizada por intelectuais durante as décadas de 1920 e 1930 e associada às discussões sobre a constituição e destinos do Brasil enquanto nação.

 

Fonte: GIUMBELLI, Emerson. Heresia, doença, crime ou religião: o Espiritismo no discurso de médicos e cientistas sociais.
Rev. Antropol., São Paulo , v. 40, n. 2, p. 31-82, 1997 .
Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77011997000200002&lng=en&nrm=iso>.

 



topo

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual