Espiritualidade e Sociedade



Luiz Carlos Formiga

>    Cristo Interno. A Legenda de Agora

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Luiz Carlos Formiga
>    Cristo Interno. A Legenda de Agora

 

 

* texto disponível em pdf - em português e em espanhol

 

 

Allan Kardec adverte: “melhor é repelir dez verdades que admitir uma única falsidade, uma só teoria errônea.” O crítico que Kardec considera como sério: “é aquele que é conhecedor daquilo que fala.”

Examinemos a monumental obra “O Livro dos Médiuns”, que não é apenas uma obra didática sobre o Espiritismo experimental, porém extrai do estudo sistematizado dos fenômenos, importantes e concludentes lições morais, além de ser o maior livro de parapsicologia escrito até agora. (*)

Este livro corresponde a um segundo volume de “O Livro dos Espíritos”.

Kardec publicou em 1858, umas “Instruções Práticas” sobre as manifestações espíritas, que foi substituída em 1861 pelo “O Livro dos Médiuns”. Neste reuniu todos os dados de longa experiência e estudo consciencioso.

A primeira parte, noções preliminares. Consta de quatro capítulos.

Há Espíritos? Do Maravilhosos e do Sobrenatural. Do Método. Dos Sistemas. (Charlatanismo, loucura, alucinação, músculo estalante, diabólico ou demoníaco, sonambulismo, etc).

A segunda parte possui 32 capítulos. Manifestações físicas, mesas girantes; manifestações visuais, aparições; bicorporeidade, transfiguração; laboratório do mundo invisível; locais assombrados; perigos da mediunidade, etc.

Esta parte inclui até um vocabulário espírita.

Na introdução Kardec faz uma observação: “ninguém suponha encontrar uma receita universal e infalível para formar médiuns. Seu objetivo consiste em indicar os meios de desenvolvimento da faculdade mediúnica e dirigir-lhe o emprego de modo útil.”

Em todas as suas obras Kardec se preocupou em dar classificação aos espíritas. No entanto, a mais clara, precisa ou profunda é encontrada em “O Livro dos Médiuns”: a. Experimentadores, b. Imperfeitos, c. Exaltados e d. Verdadeiros ou Cristãos.

Quanto às reuniões diz que podem ser frívolas, experimentais ou instrutivas. Já as comunicações obtidas podem ser grosseiras, frívolas, sérias ou instrutivas.

Kardec diz que “as reuniões experimentais podem deslumbrar, mas nem sempre levam ao convencimento e à conversão. No Espiritismo a questão dos espíritos é secundária e consecutiva”.

O fenômeno não é o mais importante na Doutrina Espírita, pois há o que nenhum fato testemunhou; que não observou uma mesa agitar-se ou um médium escrever, mas se tornou tão convencido quanto nós unicamente por ler e compreender”.

Ao contrário, um médico com doença cardíaca pode ser operado por um espírito cirurgião materializado, obter o testemunho de vários outros médicos e não chegar ao convencimento.

Trocando o pneu do carro andando. O ato cirúrgico pode ser feito sem utilizar instrumentos cortantes, sem anestesia convencional, sem hemorragia significante. Uma substituição de uma válvula cardíaca por outra nova “construída” durante o procedimento.
(1)

A conversão demora um pouco mais. No entanto, não devemos esmorecer na divulgação das nossas experiências.

Kardec diz que “o melhor método para a divulgação do Espiritismo deve procurar dirigir-se à razão mais do que aos olhos. Todos os homens poderiam acreditar nas manifestações dos Espíritos e a humanidade nada mudar”.

O Espiritismo há realizado grandes progressos, imensos, porém, são os que conseguiu realizar a partir do momento em que tomou rumo filosófico. Mesmo quando os fenômenos não existissem, ainda ficaria uma Filosofia que, por si só, resolve problemas até hoje insolúveis, que só ela apresenta a teoria mais racional do passado do homem e do seu futuro. Poder-se-ia abstrair das manifestações sem que a Doutrina deixasse de subsistir.

O Espiritismo deve ser encarado pelas suas consequências morais. A preocupação excessiva com os problemas científicos e filosóficos não é o fundamental. O maior problema ainda é o moral, mas a faculdade mediúnica independe da moral do médium. Por outro lado, as condições ideais para a obtenção de boas comunicações são: a perfeita comunhão de vistas e de sentimentos, a cordialidade recíproca e sentimentos de caridade cristã.

As reuniões de estudo são de grande valia para os médiuns. Por que será que Kardec disse que “a falta de médiuns na Casa Espírita é, muitas vezes, até providencial”?

Vale à pena ler o número 346 no livro dos médiuns. Questão de ordem nos trabalhos mediúnicos.

No Regulamento da Sociedade de Estudos Espíritas é que Kardec disciplina o rumo das Sessões. Capítulo XXX. Artigos. 17-18.

Fenômenos naquela época foram importantes, mas a legenda de agora é a kardequização do sentimento, do raciocínio, da ciência, da filosofia, da fé, da inteligência, do estudo, do trabalho, do serviço, das relações, do progresso, da liberdade, do lar, do debate, do sexo, da personalidade, da corrigenda, da existência.

Kardequizarmo-nos na carteira de obrigações a que estamos transitoriamente jungidos é a fórmula ideal de ascensão. Diz Bezerra de Menezes.

Kardec não é passado ultrapassado, kardequizar é tornar explícita a reencarnação.
(2)

 

Referências

(*). Hipóteses em Parapsicologia. Carlos Imbassahy. P.21. Editora Eco – 1067.
1. https://issuu.com/merchita/docs/fue_increible_dr_luiz_carlos_formig
http://orebate-jorgehessen.blogspot.com.br/2016/07/foi-incrivel.html
2. http://issuu.com/merchita/docs/querr__a_tener_un_hijo_as__.__luiz_
http://www.oconsolador.com.br/ano8/376/luiz_formiga.html

 

* texto disponível em pdf - em português e em espanhol

 


LUIZ CARLOS D. FORMIGA é professor universitário da UFRJ e UERJ, aposentado

 

 


topo

 

 

Leia também outros artigos do Professor Luiz Formiga:


->  Absurda Hipótese
->  Abuso de Poder Religioso. Perdoando Supremos Sinistros
->  Allan Kardec. A chave que abre as portas do completo progresso
->  Alteridade - Termômetro
->  Amas o bastante
->  Anencéfalos, argumentos de ministros e "O Livro dos Espíritos"
->  Anomalias fetais: abortar?
->  Apego ao cargo - O poder neurótico
->  Arte e Ciência. Viver e Renascer
->  Borboletas na janela - texto conta a história de Helen Keller e discute preconceitos comuns
->  Casamentos, ricos e pobres de Espírito
->  Céu – Propriedade Particular
->  Chico revela: “A Cidade Estranha”
->  Chorão e Retroalimentação
->  A Ciência do espírito
->  As Ciências Biomédicas, os Doutores, o Espiritismo e os Cegos de Nascença
->  Cirurgias, Materializações e Micróbios, Diferentes
->  O Cirurgião e a Doença da Negação
->  Coisas e Passes
->  Contraceptivo - Titânio para prevenir aborto criminoso
->  COVID 19. O Senhor é meu Pastor
->  Criações artísticas. No inicio da Regeneração
->  Cristo Interno. A Legenda de Agora
->  Dano e dor sem nome
->  Dependência química - 1,3 bilhão de pessoas são dependentes do tabaco
->  Deus me livre!
->  Diante da Adversidade... A Melhor Defesa
->  Diante do Efeito Inteligente, Diferentes Comportamentos
->  Dignidade para a mulher - É necessário restabelecer a igualdade entre cidadãos
->  Discutindo a Sexualidade
->  A Dívida e a Dúvida
->  Drogas. O exemplo Arrasta
->  Drogas e Espiritualidade - instituições religiosas e dependência química
->  Drogas. “Quase Viúva”  
->  E os jovens espíritas?
->  Ecologia da alma
->  Educação na idade dourada
->  Eleição? Antes de Votar pergunte ao Candidato Sobre o Aborto  
->  A Elevada missão da Ciência Espírita
->  Encadernação Vermelha, Bioquímica, Finados e Aborto
->  Enfrentando o Isolamento
->  Ensino, Pesquisa e Ética na Microbiologia Médica
->  Escala de Valores, Cura e Prevenção
->  Espinho na carne
->  Espíritas e Voluntariado
->  Espiritismo, Suicídio e Arte
->  Estudo das Células-tronco - Abordagem científica, jurídica e espírita
->  Ética, Sociedade e Terceiro Milênio
->  Evangelização Espírita e a "Febre das Almas Gêmeas"
->  EXU
->  Fatalidade
->  O Homem, a Mulher e as Linhas Paralelas
->  Ideologia de Gênero, Reencarnação e a Metade certa
->  Incentivar a pesquisa: Universidades brasileiras negligenciam a pesquisa
->  Investimento Divino
->  Laços Afetivos
->  Mainha tinha razão
->  Máscara de Sanidade. Transtorno da Personalidade Antissocial
->  Médicos, Médiuns “de Bem” e o Aborto
->  Médium: “Cuidado Perigo!”
->  A Mulher do "Próximo" - dos delitos e das penas
->  “Não Vai Ter Copo!”
->  No Mundo Invisível dos Micróbios e dos “Mortos”
->  Onde a mãe errou?
->  O que espero de meus médicos: Idéias para uma "Declaração de Direitos do Paciente Terminal
->  A Palavra que liberta
->  Percepção e Subjetividade
->  O Poder das Palavras, no Princípio era o Verbo
->  A política do aborto: O que se quer é “desumanizar” o embrião
->  Polliticum corruptiae
->  Preconceito, Exclusão, Espíritas, Umbandistas e Ciganos
->  Quarentena, Universidade e Núcleo Espírita
->  Queria ter um filho assim!
->  Razões da Dor - Os Espíritas e o STF diante dos Fetos Anencéfalos
->  Recebendo a visita de um morto, a cujo funeral compareceu
->  Sexo - Artigo de Compra e Venda
->  Somatização das Doenças
->  O Sonho de Nieta e o Pesadelo de Teresa
->  Suicídio e aborto de anencéfalos
->  Suicídio não é opção
->  Talento extraordinário
->  Teatro. Humor e Reflexão
->  Teatro nas Férias
->  Tendências Reveladoras
->  Tons de Cinza
->  Umbanda e Candomblé: Torres Gêmeas Afro-brasileiras
->  Um "centro de referência" na UERJ: prevenindo demandas judiciais - Responsabilidade civil x erros de diagnóstico bacteriológico
->  Universidade e Suicídio - Discutindo Arquitetura e Prevenção
->  Vacinação desafio de urgência
->  Velórios, Enterros e Umbral
->  Vida, Esperança e Fé, para Não Espíritas
->  A Visão Espírita dos sonhos
->  O Zigoto no banco dos réus: Visão espírita das pesquisas que usam células-tronco

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, André Luiz B.
->  Direito à Saúde: a Constituição brasileira assegura o direito à saúde
->  Universidade da Alma. Cidade Universitária do Espírito

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Lívia B.
->  Há sempre um amanhã

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Sonia B.
->  Jesus, Tomé e Nós

 


topo