Espiritualidade e Sociedade



Luiz Carlos Formiga

>     COVID 19. O Senhor é meu Pastor

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Luiz Carlos Formiga
>   COVID 19. O Senhor é meu Pastor



“Prudentes sabem tirar proveito dos atos que a necessidade os constrangeu.”(1) Só a Educação pode ensinar a tomar decisões! (2)

Pela primeira vez os brasileiros sabem os nomes de seus Ministros, Estado e STF; Presidentes, da Câmara e do Senado.
(1) Já não temos mais a cultura de que “política e religião” não se discutem e que “a fé não pode ser raciocinada”. No entanto, chegar à consciência lúcida demandará tempo.

Todos, da noite para o dia, se tornaram Microbiologistas, Imunologistas e Infectologistas, assim como especialistas em Clonagem. Lembram da experiência do Dr. Albieri, na novela o Clone?

Na época, fiz uma síntese para os universitários do NEU-Fundão. Veja.

A memória das células diferenciadas de mamíferos é reversível. Assim, a célula somática de Lucas foi induzida, "in vitro", em cultura, a este estado de quiescência, perdendo a memória da sua diferenciação. Retornando a totipotência comportou-se, após a fusão, como uma célula germinativa. Em outras palavras. Albieri retirou um ovócito, óvulo imaturo, das trompas da uma mulher-Deusa pouco depois da ovulação. Arrancou o núcleo da célula feminina que é o local onde existe a contribuição de tinta da mulher para pintar o quadro do novo ser. O que restou foi apenas a tela para a pintura. A seguir pegou o núcleo de uma célula isolada de Lucas ("pintor" ou "doador", nesse caso não consentido) onde está o manual de instruções (DNA) para se pintar um novo Lucas.

Vamos relembrar que a célula (de Lucas) tinha sido submetida à regressão de memória a idades bem infantis (quiescência) e se sentiu germinativa. "Sentiu-se" porque, sob o ponto de vista ontogênico, não pode ser assim considerada. Estamos diante de um fenômeno cientificamente ainda não esclarecido.
Nestas circunstâncias é como se o núcleo entrasse num estado de transe "hipnóticoquímico" revendo toda a sua vida pregressa ou programação, podendo a partir daí tornar a expressá-la. O núcleo, da célula de Lucas, que é da raça branca, foi transplantado para o citoplasma do óvulo (tela ainda não pintada). Aí, ele pode acionar todo o seu código genético. Depois de algumas divisões celulares, Albieri as colocou no útero da mulher de raça negra e sadia e aguardou o trabalho da natureza.

Clone-Leo não poderia nascer moreninho, pois a contribuição feminina foi só de suporte (tela) para a linha completa de instruções codificadas pelo genoma da célula de Lucas. Albieri sabia que o seu produto não teria problemas em termos de preconceito racial. Assim Lucas (a célula doadora) e o clone-Leo são gêmeos idênticos com idades diferentes. A cópia xerox foi feita noutra máquina alguns anos depois. (3)


Retornando à Microbiologia-Infectologia, lembro que um dos primos do bacilo da tuberculose, o Mycobacterium smegmatis pode ser encontrado com frequência na glande do pênis. No entanto, a pesquisa avançada no Google não o encontra nas infecções da vulva.

Por outro lado, na difteria(4) já perdemos uma adolescente fazendo soroterapia e antibióticos(5), num hospital universitário. Lembremos que este micróbio é sensível a uma dezena de quimioterápicos. (6,7,8)

A bactéria tentou nos enganar fermentando a sacarose, mas, ela não sabia, que tínhamos um detector de mentiras para micróbios(9), mas o tempo e a resistência baixa da jovem não nos permitiu “virar o jogo”. Hoje, apesar de tudo, acredito que temos tempo para ganhar a partida contra o COVID 19. Devemos tentar o gol, até o último segundo. Vale gol de barriga, pura “sorte”. Não existe gol feio. Feio é não marcar o gol, dizia o Mestre Dadá.(10)

O povo brasileiro está se sentindo, nos dias de hoje, como especialista em doenças infecciosas, assim como todos são técnicos da seleção brasileira de futebol.

Senso comum opina sobre infecção e resistência, quase sempre esquecendo que a doença é diretamente proporcional a virulência do “bandido”, mas inversamente proporcional à resistência do hospedeiro.

Vejam a resposta que dei a uma amiga preocupada com o COVID-19.

Disse-lhe que entendo a preocupação.

Quando minha primeira filha nasceu eu estava fazendo curso de Virologia na pósgraduação e fui apresentado pessoalmente ao vírus da Poliomielite. Tomava banho de “álcool gel iodado” antes de voltar para casa.

Hoje, médica, trabalha na “linha de frente” no hospital e eu, com quase oitenta anos, em prisão domiciliar, sem poder fazer nada, apenas escrevo. Os bandidos estão soltos.

Com precaução ninguém morre antes da hora. Só quando a morte vem de cima, por divino decreto, encontra o micróbio como seu agente secreto.

Como vivi entre os micróbios na universidade, a amiga vai dizer que para mim é fácil.

Não, não é, pois sofro de hipertensão e ainda sou chegado a asma. Não pude abraçar minha filha e a netinha caçula jogou beijos do carro e chorando.

Apesar disso, “ficar em casa” é conduta adequada, para a maioria das cidades brasileiras e de modo particular, para as que possuem maior população. Isso não é o mesmo que egoisticamente torcer pela vitória do micróbio contra a economia, só para “me dar bem politicamente, no futuro.”

Uma conduta não pode ser negligenciada, separar avós e netos. Para uns será expiação, para outros prova. Espíritas sabem que os laços são eternos e apertam cada vez mais esses laços. Conto meu segredo de resiliência. Meu avô fez o grande investimento e deixou-me como herança a Doutrina Espírita. Esse exemplo de avô acabou me arrastando. Por isso, escrevo para futuros bisnetos. Afinal, “ninguém acende uma candeia para pô-la debaixo do alqueire.” (9). Uai, obrigado mineirinho!

* texto também disponível em pdf - clique aqui para acessar

 



Leia mais

1..https://www.diariodobrasil.org/bolsonaro-tem-um-royal-straight-flush-e-apostoutodas-as-fichas-no-brasil/

2. https://www.recantodasletras.com.br/mensagensdeamor/2049550

3. http://www.portalespirito.com/neurj/diferente.htm

4. Formiga, LCD. 1999. Corynebacterium. In Microbiologia. Atheneu, p. 177-185.

5. Guaraldi, ALM & Formiga, LCD. 1998. Bacteriological properties of a sucrose fermenting Corynebacteriae diphtheriae strain isolated from a case of endocarditis. Current Microbiology, 37 (3): 156-158.

6. Silva, A.C.P.; Formiga, L.C.D.; Silveira, M.H.; Suassuna, I. 1969. La accion de la gentamicina sobre bacilos diftéricos. Symposium Latino-Americano sobre infecciones y gentamicina." Estela " S.A. México, D.F. pag., 171-174.

7. Suassuna, I.; Salazar, H.C.; Pinheiro, J.; Silva, A.P.S.; Borges, W.S.; Silveira, M.H. & Formiga, L.C.D. 1969. Valoracion de gentamicina em el tratamiento de enfermidades infecciosas. Symposium Latino-Americano sobre infecciones y gentamicina. " Estela " S.A. México, D.F. pag., 189-202.

8. Formiga, L.C.D.; Silva, A.C.P.; Pinheiro, C.A.R.; Assumpção, R.L.; Silveira, M.H.; Serpa, C.E.V. & Suassuna, I. 1971. Estudo " in vitro " sobre a sensibilidade do Corynebacterium diphtheriae a treze antibióticos. Rev. Microbiol. (SP), 2: 117-127. : 117-127.

9. Formiga, LCD. 1983. Um detector de mentiras para micróbios. Ciência Hoje, 2 (8):14.

10. http://www.espiritualidades.com.br/Artigos/F_autores_FORMIGA_Luiz_textos/FORMIGA_ Luiz_tit_Educacao_na_idade_dourada.htm

11. https://www.kardecpedia.com/roteiro-de-estudos/887/o-evangelho-segundooespiritismo/2621/capitulo-xxiv-nao-ponhais-a-candeia-debaixo-do-alqueire/candeia-sob-oalqueire-por-que-fala-jesus-por-parabolas.


LUIZ CARLOS D. FORMIGA é professor universitário da UFRJ e UERJ, aposentado.

 

 


topo

 

 

Leia também outros artigos do Professor Luiz Formiga:


->  Absurda Hipótese
->  Abuso de Poder Religioso. Perdoando Supremos Sinistros
->  Alteridade - Termômetro
->  Amas o bastante
->  Anencéfalos, argumentos de ministros e "O Livro dos Espíritos"
->  Anomalias fetais: abortar?
->  Apego ao cargo - O poder neurótico
->  Arte e Ciência. Viver e Renascer
->  Borboletas na janela - texto conta a história de Helen Keller e discute preconceitos comuns
->  Casamentos, ricos e pobres de Espírito
->  Céu – Propriedade Particular
->  Chico revela: “A Cidade Estranha”
->  Chorão e Retroalimentação
->  A Ciência do espírito
->  As Ciências Biomédicas, os Doutores, o Espiritismo e os Cegos de Nascença
->  Cirurgias, Materializações e Micróbios, Diferentes
->  O Cirurgião e a Doença da Negação
->  Coisas e Passes
->  Contraceptivo - Titânio para prevenir aborto criminoso
->  COVID 19. O Senhor é meu Pastor
->  Criações artísticas. No inicio da Regeneração
->  Dano e dor sem nome
->  Dependência química - 1,3 bilhão de pessoas são dependentes do tabaco
->  Deus me livre!
->  Diante da Adversidade... A Melhor Defesa
->  Diante do Efeito Inteligente, Diferentes Comportamentos
->  Dignidade para a mulher - É necessário restabelecer a igualdade entre cidadãos
->  Discutindo a Sexualidade
->  A Dívida e a Dúvida
->  Drogas. O exemplo Arrasta
->  Drogas e Espiritualidade - instituições religiosas e dependência química
->  Drogas. “Quase Viúva”  
->  E os jovens espíritas?
->  Ecologia da alma
->  Educação na idade dourada
->  Eleição? Antes de Votar pergunte ao Candidato Sobre o Aborto  
->  A Elevada missão da Ciência Espírita
->  Encadernação Vermelha, Bioquímica, Finados e Aborto
->  Enfrentando o Isolamento
->  Ensino, Pesquisa e Ética na Microbiologia Médica
->  Escala de Valores, Cura e Prevenção
->  Espinho na carne
->  Espíritas e Voluntariado
->  Espiritismo, Suicídio e Arte
->  Estudo das Células-tronco - Abordagem científica, jurídica e espírita
->  Ética, Sociedade e Terceiro Milênio
->  Evangelização Espírita e a "Febre das Almas Gêmeas"
->  EXU
->  Fatalidade
->  O Homem, a Mulher e as Linhas Paralelas
->  Ideologia de Gênero, Reencarnação e a Metade certa
->  Incentivar a pesquisa: Universidades brasileiras negligenciam a pesquisa
->  Investimento Divino
->  Laços Afetivos
->  Mainha tinha razão
->  Máscara de Sanidade. Transtorno da Personalidade Antissocial
->  Médicos, Médiuns “de Bem” e o Aborto
->  Médium: “Cuidado Perigo!”
->  A Mulher do "Próximo" - dos delitos e das penas
->  “Não Vai Ter Copo!”
->  No Mundo Invisível dos Micróbios e dos “Mortos”
->  Onde a mãe errou?
->  O que espero de meus médicos: Idéias para uma "Declaração de Direitos do Paciente Terminal
->  A Palavra que liberta
->  Percepção e Subjetividade
->  O Poder das Palavras, no Princípio era o Verbo
->  A política do aborto: O que se quer é “desumanizar” o embrião
->  Polliticum corruptiae
->  Preconceito, Exclusão, Espíritas, Umbandistas e Ciganos
->  Quarentena, Universidade e Núcleo Espírita
->  Queria ter um filho assim!
->  Razões da Dor - Os Espíritas e o STF diante dos Fetos Anencéfalos
->  Recebendo a visita de um morto, a cujo funeral compareceu
->  Sexo - Artigo de Compra e Venda
->  Somatização das Doenças
->  O Sonho de Nieta e o Pesadelo de Teresa
->  Suicídio e aborto de anencéfalos
->  Suicídio não é opção
->  Talento extraordinário
->  Teatro. Humor e Reflexão
->  Teatro nas Férias
->  Tendências Reveladoras
->  Tons de Cinza
->  Umbanda e Candomblé: Torres Gêmeas Afro-brasileiras
->  Um "centro de referência" na UERJ: prevenindo demandas judiciais - Responsabilidade civil x erros de diagnóstico bacteriológico
->  Universidade e Suicídio - Discutindo Arquitetura e Prevenção
->  Vacinação desafio de urgência
->  Velórios, Enterros e Umbral
->  Vida, Esperança e Fé, para Não Espíritas
->  A Visão Espírita dos sonhos
->  O Zigoto no banco dos réus: Visão espírita das pesquisas que usam células-tronco

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, André Luiz B.
->  Direito à Saúde: a Constituição brasileira assegura o direito à saúde
->  Universidade da Alma. Cidade Universitária do Espírito

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Lívia B.
->  Há sempre um amanhã

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Sonia B.
->  Jesus, Tomé e Nós

 


topo