Alexandre Fontes da Fonseca

>    Considerações sobre a Ressonância "Shumann"

Artigos, teses e publicações

Compartilhar
Alexandre Fontes da Fonseca
>    Considerações sobre a Ressonância "Shumann"

 

Diversos grupos espiritualistas estão afirmando que a sensação do ‘tempo estar passando mais rápido’ tem explicação científica baseada no fenômeno físico conhecido como Ressonância de Schumann (RS).

O fenômeno RS foi concebido e previsto pelo físico alemão, Dr. W. O. Schumann em 1952 [1]. Schumann propôs que a região espacial formada pela superfície da Terra e a ionosfera pode ser considerada como uma cavidade ressonante conforme a ilustração da Figura 1 abaixo.


Figura 1: Cavidade ressonante esférica definida por Schumann [1].
A região espacial que compõe a cavidade é formada pela superfície da Terra e a Ionosfera. Todos os elementos que compõem a Atmosfera,
dentro da região acima, estão sujeitos à radiação eletromagnética nas freqüências do fenômeno de Ressonância Schumann (RS).
Os seres vivos na superfície do planeta estão incluídos nessa região.

 

Uma cavidade ressonante é uma região espacial limitada cuja forma e volume determinam as freqüências em que uma onda repercute dentro da mesma. Um instrumento musical que possui uma câmara sonora é um exemplo de cavidade ressonante. Pequenas alterações no volume ou na forma do instrumento alteram a freqüência sonora emitida por ele. A flauta é um tipo de instrumento que possui cavidade ressonante.

No caso da região atmosférica da Figura 1, a cavidade ressonante não é ativada por vibrações sonoras (ou vibrações de pressão do ar) mas, sim, por ondas eletromagnéticas. Raios e descargas elétricas entre as nuvens, que ocorrem na proporção de 200 por segundo em todo o planeta, geram radiações eletromagnéticas que fornecem energia para que as freqüências de ressonância da cavidade sejam intensificadas e propagadas ao redor do planeta. A freqüência fundamental da cavidade formada pela atmosfera pode ser grosseiramente estimada a partir da informação de que a luz leva aproximadamente 1/8 de segundo para dar uma volta completa no planeta. Isso nos leva a um valor estimativo de 8Hz para a freqüência dessa radiação. Experimentos mostraram que a freqüência fundamental da RS é aproximadamente igual a 7.8Hz, e as freqüências harmônicas superiores são 14, 20, 26, 33, 39, 45 e 51Hz [2].

O artigo da referência [2] apresenta um estudo interessante onde se propõe que a radiação eletromagnética devido à RS seja um mecanismo biofísico plausível (destacamos essa palavra) que resolveria o problema da correlação entre a atividade Solar e Geomagnética (distúrbios magnéticos de origem solar ou terrestre que afetam o campo magnético da Terra) com efeitos na saúde de algumas pessoas. A proposta é de que a radiação eletromagnética de Schumann interagiria com o cérebro determinando ou coordenando os pulsos elétricos que controlam os níveis de serotonina e melatonina no organismo, duas substâncias reguladoras do ciclo diurno e noturno do ser humano com conseqüências em diversas funções vitais como a pressão sanguínea, respiração, sistema imunológico e os processos cardíacos e neurológicos, entre outros.

O que reforçaria a hipótese da interação entre o cérebro e a radiação eletromagnética na freqüência da RS é o fato de que as ondas nervosas vibram em faixas de freqüências semelhantes às da RS. A existência de dados que correlacionam as atividades solares e geomagnéticas a determinados distúrbios da saúde reforça a possível (ou plausível) idéia de interação entre a radiação na freqüência da RS com o cérebro.

Destacamos a palavra plausível nos parágrafos anteriores para mostrar que essas idéias ainda são hipóteses não comprovadas cientificamente. Elas são interessantes e merecem a atenção dos cientistas. Mas não se pode dizer, ainda, que existe comprovação científica de que a RS influencia o equilíbrio da saúde do ser humano através da interação com as ondas cerebrais.

Até aqui, divulgamos o significado do fenômeno de RS e as idéias principais de um trabalho de pesquisa em que se propõe a correlação entre esse fenômeno e a regulação dos níveis de serotonina e melatonia nos seres humanos. Em nenhum destes trabalhos encontramos qualquer menção à sensação de que o tempo está passando mais rápido.

Um dos argumentos usados em defesa da idéia da variação da sensação de passagem do tempo foi a afirmativa de que a freqüência fundamental da RS estaria variando nas últimas décadas de, aproximadamente, 7.8Hz para 11Hz ou 13Hz. Em todos os trabalhos científicos de pesquisa sobre o assunto encontramos, apenas, a informação de que a freqüência de ressonância de Schumann oscila entre os valores de 7.7 e 7.9Hz e isso ocorre em função de diversos fatores como a posição no planeta, o período do ano, a ocorrência de explosões solares, etc. Portanto, o argumento de que a freqüência de Schumann tem se alterado de 7.8 para 11 ou 13Hz não tem base científica.

Possivelmente, houve um engano ao associar o fato das ondas mentais influenciarem os níveis de serotonina e melatonina, influenciando os ritmos diurnos e noturnos, com a idéia da sensação de passagem do tempo. Não se pode descartar outras causas para a sensação de rapidez na passagem do tempo, como fatores psicológicos e sociais.

Aproveitando o assunto, há os que dizem que a Teoria da Relatividade sustenta a idéia da variação na sensação de passagem do tempo. Este é outro erro básico que revela o desconhecimento científico de quem o defende. É, justamente, a Teoria da Relatividade que mostra que é impossível um observador perceber que o seu tempo, medido em seu referencial, esteja fluindo mais rápido ou mais devagar do que em períodos anteriores. Um observador pode, apenas, verificar que o tempo flui mais rápido ou mais devagar para outro indivíduo que esteja se movendo com determinada velocidade em relação a ele.

Por essas razões, concluímos que a proposta de que a RS é a causa da sensação de rapidez na passagem do tempo, por mais bem intencionada com respeito à defesa da ecologia e da espiritualidade de forma geral, não tem base científica. Respeitamos seu(s) autor(es) mas verificamos que essa proposta possui apenas valor místico de como recentemente analisamos com relação aos cristais da água [3].

Com certeza, é bem plausível que o fenômeno da RS influencie a saúde do ser humano conforme a proposta apresentada no artigo da referência [2]. Isso reforça a importância nos cuidados com o meio-ambiente já que as freqüências de Schumann são sensíveis às suas condições. Mas a conclusão de que precisamos nos tornar mais amorosos e fraternos uns com os outros por causa desse tipo de fenômeno é um argumento, do ponto de vista científico, muito fraco. A Doutrina Espírita não precisou de argumentos baseados em outras ciências para nos mostrar os benefícios particulares e coletivos do esforço pessoal em nos tornarmos homens de bem. E nem por isso a Doutrina Espírita deixa de ter valor científico.

Certamente que a ciência um dia “vai chegar lá”, comprovando que a prática do Amor, como exemplificado por Jesus, proporcionará saúde para o corpo, equilíbrio para a alma e progresso para a sociedade. Cabe a todos nós darmos nossa humilde, mas real, contribuição vivenciando tudo o que aprendemos com o Espiritismo.

 

Referências
[1] W. O. Schumann, On the characteristic oscillations of a conducting sphere which is surrounded by an air layer and an ionospheric shell (em Alemão) 1952, Zeitschrift fur Naturforschung 7a, p. 149.
[2] N. Cherry, Schumann Resonances, a plausible biophysical mechanism for the human health effects of Solar/Geomagnetic Activity 2002, Natural Harzards 26, p. 279.
[3] A. F. da Fonseca, “Mensagem” dos cristais da água: cientificamente não comprovado! 2004, Jornal Alavanca 489, p. 3.

 


Fonte: Jornal Alavanca 495, p. 3 (2004).
- http://aeradoespirito.sites.uol.com.br/A_ERA_DO_ESPIRITO_-_Portal/ARTIGOS/ArtigosGRs/CONSID_SOBRE_A_RES_SHUMANN.html

 



topo

 

Visitem também o Jornal de Estudos Espíritas (JEE), editado por Alexandre Fontes da Fonseca
       -   https://sites.google.com/site/jeespiritas

Leiam outros artigos de Alexandre Fontes da Fonseca

>  Aliança entre Ciência e Religião: Uma Contribuição da Matemática
>  Amai-vos e instruí-vos: estudando Ciência

>  Análise Científica da Teoria da Apometria
>  Análise de 'A Teoria Corpuscular do Espírito' e 'Psi quântico
>  Aniversário do Desencarne de Kardec: como comemorar?
>  A atualidade do termo “fluido” no Espiritismo
>  Caos, complexidade e a influência dos espíritos sobre os fenômenos da natureza
>  Carne: comer ou não comer? Eis a questão sob a luz da Doutrina Espírita
>  A Ciência em busca da verdadeira felicidade
>  Ciência e Espiritismo: um alerta de Allan Kardec e André Luiz
>  Controvérsias, contradições e polêmicas: um paralelo entre a Ciência e o Espiritismo
>  Chips em Cérebros: o que diz o Espiritismo
>  O Cientista, a pulga e Kardec
>  Como se ver livre da Obsessão?
>  Como o Espiritismo contribui para a Sociedade?
>  Considerações sobre a Ressonância "Shumann"
>  Cura Quântica
>  Curas: pomadas e cremes de origem mediúnica sob a luz do Espiritismo
>  Das Simetrias da Natureza às leis Morais
>  Duplo etérico: conceito espírita ou não?
>  É correto falar magnetismo?
>  Em Busca dos Mecanismos da Mediunidade
>  Estaria o Espiritismo ultrapassado?... Ou muito na frente?
>  O Espiritismo e a Universidade: condições necessárias mas não suficientes
>  Explicando conceitos espíritas em Mecanismos da Mediunidade parte I: analogia com raios gama
>  Explicando conceitos espíritas em Mecanismos da Mediunidade parte II: analogia com circuitos elétricos
>  Evocação no Movimento Espírita: quem disse que não há?
>  A Fábula dos Três Porquinhos e o Estudo do Espiritismo
>  Fé Raciocinada: Segundo Jesus, a Maior Fé!
>  Fenômeno de transporte: Bozzano, Zöllner, a Física e o Espiritismo
>  Física Quântica e Espiritismo : Um Alerta!
>  O Fluido Cósmico Universal e as Teorias Cosmológicas
>  O Genoma Humano e a Identidade do Espírito
>  O homem que questionou Jesus
>  Homenagem aos 156 anos (1857-2013) do Espiritismo: uma análise matemática do Controle Universal do Ensino dos Espíritos
>  A Importância do "Instruí-vos"
>  O “insight” pertence ao cérebro ou ao Espírito?
>  Jogo do Ultimato e o Progresso da Humanidade
>  Magnetismo ou Espiritismo? Parte I: A excelência teórica do Espiritismo
>  Magnetismo ou Espiritismo? Parte II: Reflexões em torno da palavra magnetismo no movimento espírita
>  Matéria e Energia Escura: não são o Fluido Universal
>  "Mensagem" dos Cristais de Água: Cientificamente NÃO Comprovado
>  A obra "A Física da Alma" e o Espiritismo
>  Opinião do espírita no movimento espírita
>  Parábola do Semeador: Revisitando Reflexões sobre o “Semeador”
>  O Pensamento é matéria? É quântico?
>  Permanentes Mudanças e Permanência
>  Pesquisa Espírita e Espiritualista
>  A Pureza Doutrinária e a Ciência
>  O que é Apometria e diferenças entre ela e o Espiritismo
>  O que é que o Espiritismo tem... que os outros não tem?
>  O que seria Pureza Doutrinária segundo o Espiritismo?
>  Sobre Caboclos e Pretos Velhos
>  A Transmissão do Pensamento é um Fenômeno Não-Local?
>  Um ensaio sobre matéria e energia
>  Uma análise científica de algumas afirmações de A Grande Síntese, de Pietro Ubaldi
>  Viagem no tempo: uma restrição espírita

Curso de Ciência e Espiritismo :
>   1 - Introdução e Conceito de Ciência
>   2 - O Método científico e um pouco mais sobre ciência
>   3 - A Ciência Espírita e a divulgação dos trabalhos científicos
>   4 - Tópicos de pesquisa multidisciplinar entre algumas Ciências e o Espiritismo - O método de análise por pares
>  5 - Contribuições da Matemática : Periódicos espíritas
>  6 - Física e Espiritismo I : propriedades da matéria - A diferença entre livros e artigos
>  7 - Física e Espiritismo II : energia e matéria. Referências científicas na pesquisa espírita
>  8 - Física e Espiritismo III : Análise dos Fenômenos Espíritas. Exemplos de pesquisas com valor científico
>  9 - Física e Espiritismo IV : Fenômenos espíritas: Clássicos ou quânticos?
>  10 - Física e Espiritismo V : Deus, Espírito e Função de onda
>  11 - Comprovação científica versus característica científica
>  12 - Física e Espiritismo : considerações finais
>  13 - O Espiritismo e a Universidade
>  14 - O que é um Projeto de Pesquisa ?
>  15 - Exemplo de Projeto de Pesquisa Espírita
>  16 - O Estudo e a orientação no trabalho de pesquisa espírita
>  17 - O Laboratório da Pesquisa Espírita
>  18 - Conclusões Finais

> Curso de Ciência e Espiritismo - texto completo em word

Artigos com co-autoria:

Alexandre Fontes da Fonseca; Ademir Xavier Jr.,
> Um Diálogo Fraterno sobre Ciência & Espiritismo

Alexandre Fontes da Fonseca; Alvaro Vannucci
> Embriões congelados: espíritos ligados por até 12 Anos

Alexandre Fontes da Fonseca; Antonio Cunha Leite Lacerda; CristianoTorchi
> Reflexões Críticas sobre o Perispírito e sua Influência na Formação e Manutenção do Corpo Físico

Alexandre Fontes da Fonseca; Leonardo Marmo Moreira
>    As Barreiras vibratórias e suas consequências para a programação reencarnatória
>    Reencarnação e suas evidências científicas: trabalhos acadêmicos de Erlendur Haraldsson e correlações doutrinárias



topo


Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual