Espiritualidade e Sociedade





Elizeth Marcos Corona

>    Como Neutralizar a influência dos maus espíritos?

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Elizeth Marcos Corona
>    Como Neutralizar a influência dos maus espíritos?



Trata-se de lutar contra um adversário; ora, quando dois homens lutam corpo a corpo, é o que tem músculos mais fortes que derruba o outro. Com um Espírito é preciso lutar, não corpo a corpo, mas Espírito a Espírito, e é ainda o mais forte que o domina; aqui a força está na autoridade que se pode tomar sobre o Espírito, e esta autoridade está subordinada à superioridade moral.

A superioridade moral é como o Sol, que dissipa o nevoeiro pelo poder de seus raios. Esforçar-se por ser bom, tornar-se melhor se já se é bom, purificar-se de suas imperfeições, em poucas palavras, elevar-se moralmente o mais possível, tal é o meio de adquirir o poder de dominar os Espíritos inferiores para afastá-los. (O Livro dos Médiuns, nº 252 e 279)

Certas pessoas preferem, sem dúvida, uma receita mais fácil para afastar os maus Espíritos: algumas palavras a dizer ou alguns sinais afazer, por exemplo, o que seria mais cômodo do que se corrigir de seus defeitos. Não conhecemos nenhum outro procedimento mais eficaz para vencer um inimigo do que ser mais forte do que ele.

É preciso, pois, se persuadir de que não há, para alcançar esse objetivo, nem palavras sacramentais, nem fórmulas, nem talismãs, nem quaisquer sinais materiais.

Antes de esperar domar os maus Espíritos, é preciso domar a si mesmo. De todos os meios de adquirir a força para a isso chegar, o mais eficaz é à vontade secundada pela prece, a prece de coração, entenda-se, e não de palavras às quais a boca tem mais parte que o pensamento.

É preciso chamarmos nosso anjo guardião e os bons Espíritos; para nos assistirem na luta; mas não basta lhes pedir para expulsarem os maus Espíritos, é preciso nos lembrarmos desta máxima: ajuda-te e o céu te ajudará; e pedir-lhes, sobretudo, a força que nos falta para vencer os maus pendores que são para nós piores que os maus Espíritos, porque são esses pendores que os atraem, como a corrupção atrai as aves de rapina. Pedindo também pelo Espírito obsessor é retribuir-lhe o bem para o mal, e se mostrar melhor que ele, o que já é uma superioridade.

Com a perseverança acaba-se, o mais frequentemente, por levá-lo a melhores sentimentos, e de perseguidor dele fazer um devedor.

 

 

 

Fonte: CASA EDITORA O CLARIM - Matão/SP - Brasil

 

 



topo

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual