Espiritualidade e Sociedade





Ana Maria R. Catalano

>    A Origem da Vida - correlações com a Doutrina Espírita

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Ana Maria R. Catalano
>    A Origem da Vida - correlações com a Doutrina Espírita



“Atribuir à espontaneidade e ao acaso a existência e a formação do mundo sensível é o absurdo de um homem que não sabe compreender nem olhar. É impossível que um amontoado de corpo faça a vida e que coisas sem inteligência engendrem a inteligência”.
Plotino – 205/270

 

 

- texto disponível em pdf - clique aqui para acessar

 

 

(trecho inicial)

 

 

A dificuldade em discorrer sobre o tema proposto já se evidencia a partir da grande complexidade em se definir ou caracterizar o que chamamos de VIDA. À primeira vista, tem-se a impressão que distinguir um ser vivo de um não-vivo é uma questão de simples definição: um organismo vivo é tão somente um sistema capaz de assegurar sua própria conservação - se manter e se reproduzir –condições básicas para assegurar sua continuidade pois, grosso modo, parecem ser os critérios científicos válidos para marcar essa diferenciação.

Mas, se formos investigar determinados microrganismos como bactérias e fungos, mesmo através dos mais potentes microscópios, notamos a ausência aparente de movimento e reprodução; contudo, eles se movimentam e se reproduzem como qualquer outro ser vivo. Na mesma linha de raciocínio temos os vírus, organismos ainda menores que comportam em seu íntimo uma estranha ambiguidade: situam-se entre a fronteira do vivo e do não-vivo, uma vez que estão “inertes” e manifestam atividade apenas se encontrarem condições ideais dentro de um outro organismo, ou seja: precisam de estruturas já organizadas biologicamente para se reproduzirem. Portanto, não é tão simples assim definir o que chamamos de VIDA, enquanto estado de atividade inerente apenas aos seres orgânicos.

Estes fatos apenas engrossam o rol das nossas indagações quando nos propomos a analisar as circunstâncias que favoreceram a lenta transformação da matéria passiva em matéria animada. Em “O Livro dos Espíritos”, questão nº 7 temos:

Podemos encontrar a causa primária da formação das coisas nas propriedades íntimas da matéria?
- Mas, então, qual teria sido a causa dessas propriedades? Sempre é preciso uma causa primária
(1)

 

 

- texto disponível em pdf - clique aqui para acessar

 

 

Fonte: http://www.ieef.com.br/imagens_artigos/origemvida.pdf

 



topo

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual