Espiritualidade e Sociedade





Boiadeiro rei

>    Veludo

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Boiadeiro rei
>   Veludo

 

Este Exu vem das costas orientais da África, era swahili (negro arabizado). Usa um turbante na cabeça, e lindos tecidos de veludo trazidos de oriente, que lhe valeram o apelido na Kimbanda de "veludo" Dado a sua forma luxuosa de se vestir, no estilo muçulmano, muitos que viram seu tipo de apresentação através da mediunidade, o confundiram com um cigano e o associaram com os mesmos. Isto não significa que não trabalhe com os ciganos, ao contrário, tem inclusive uma passagem ou caminho que se apresenta como um.

Tem muitos conhecimentos sobre feitiços que se fazem utilizando panos, tigelas, agulhas, pembas e outros ingredientes. Abre os caminhos e limpa trabalhos negativos feitos nos cemitérios. Gosta de um bom whisky e grossos charutos.

 

Exu Veludo

Pertence à Linha das Encruzilhadas. É assistente imediato do Exu Rei das 7 Encruzilhadas. Obedece á Ogun. Seu ponto de força é no lado direito da margem do rio em relação ao por do sol Um outro detalhe observado e que gostam (mas não fazem disso uma constante, talvez devido o ambiente onde está o médium) é o de fazerem os seus médiuns trabalharem descalços e, quando Exus Veludos caminham, dão a impressão de que estão amassando e/ou pisando sobre areia. Recebe oferendas de trabalho na beira da água, tanto doce como salgada. Sua forma astral é na forma de um cavalheiro ricamente vestido, aparecendo entretanto como característica dissonante de sua personalidade. Veste-se elegantemente de vermelho e preto, também com capa nessa cor. Bebe todos os tipos de bebidas finas e fortes e fuma charutos de boa qualidade. A origem do nome é bem antiga, do tempo em que as pessoas de fala mansa, calma, tranquila, eram lembradas como: "tal pessoa é um veludo no falar". Portanto, a onomatopéia da voz desse Exu se confunde com uma qualidade de voz aveludada. Onde incorpora um Exu Veludo, fatalmente incorpora também o Exu dos Rios, possuindo ambos identidade e apresentação quase idênticas Apesar de ser "um veludo" no falar, é uma entidade muito forte. Protege por demais os seus médiuns, e exige muito deles para a manutenção dessa ligação médium/Exu Veludo.

Este Exu, vem das costas orientais da África, era swahili (negro arabizado). Usa um turbante na cabeça, e lindos tecidos de veludo trazidos de oriente, que lhe valeram o apelido na Kimbanda de "veludo" Dado a sua forma luxuosa de se vestir, no estilo muçulmano, muitos que viram seu tipo de apresentação através da mediunidade, o confundiram com um cigano e o associaram com os mesmos. Isto não significa que não trabalhe com os ciganos, ao contrário, tem inclusive uma passagem ou caminho que se apresenta como um. Tem muitos conhecimentos sobre feitiços que se fazem utilizando panos, tigelas, agulhas, pembas e outros ingredientes. Abre os caminhos e limpa trabalhos negativos feitos nos cemitérios. Gosta de um bom whisky e grossos charutos.


Alguns de seus caminhos são:

Exu Veludo da Meia Noite
Exu Veludo Cigano
Exu Veludo 7 Encruzilhadas
Exu Veludo Menino (Veludinho)
Exu Veludo dos 7 Cruzeiros
Exu Veludo das Almas
Exu Veludo dos Infernos
Exu Veludo da Kalunga
Exu Veludo da Praia
Exu Veludo do Oriente
Exu Veludo Sigatana
Exu Veludo do Lixo

Laroiê !!!


Um Ponto

Exu Veludo
• Exu veludo seu cabrito deu um berro
• Arrebentou Cerca de arame, estourou portão de ferro
• Comigo ninguém pode
• Mas eu posso com tudo
• Na minha encruzilhada
• Eu me chamo Exu Veludo

 

Nossos Queridos e Adorados Exus - Algumas Características

Hábitat: Encruzilhadas de Terra, Cemitério, Ambientes da Natureza
Imantação: Existem diversas, porém a mais comum é o Padé ou Ebó completo, normalmente à base de farinha de mandioca misturada ao
Azeite de Dendê.
Libação: Aguardente, Rum, Uísque (whisky), Graspa.
Flores: Cravos diversos.
Sincretismo: Ñ há.
Banhos: Canela (exus de encruzilhadas)
Cedro (exus de Calunga)
Atuação: Ajuda material.
Vibração: Proteção, guarda

Aroma Principal:Canela (exus de encruzilhada)
Cedro (exus de Calunga)
Metais: Ferro, aço (Exus das encruzilhadas);
Mercúrio (Exus da Calunga)
Pedras: Ágata (Exus das Encruzilhadas) Ônix (Exus da Calunga)
Aroma Principal: Canela (exus de encruzilhada)
Cedro (exus de Calunga)
Parte do Corpo Afetada pela Vibração: Pés e Mãos.


Homenagem ao Exu Veludo
(Representando todos os Exus de Umbanda)

Meu amigo, meu enigma, minha curiosidade!
Por vezes estamos num diálogo amistoso de verdadeiras descobertas; entretanto, um de nós é perdedor - eu.
Cavaleiro imperioso e requintado, te apresentas aos meus olhos, alegre, forte, másculo, com sorriso franco, sarcástico e, por vezes,
com uma irônica maldade, rápida e sagaz.
Desvendas as misteriosas cortinas do mundo; és atuante em todas as situações. Tiras de mim a inércia, o desânimo, e fazes com que eu
veja o mundo, aqui deste lado da Terra, bem melhor.
Na presença de tua vibração, escuto as melodias tangerem até mesmo as cordas do meu coração; dás-me a energia para a luta e envolves-me em tua capa contra os perigosos inimigos.
Com teu sabre, agilmente cortas os empecilhos; com tua sabedoria, ceifas minha ingenuidade.
Saravá, Exu Veludo!

Espero ter ajudado a esclarecer quem é Exu Veludo.

Axé

Equipe Técnica do Sr. Boiadeiro Rei



topo

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual